Margot Robbie Piratas das Caraíbas

Margot Robbie. 30 anos de idade e uma carreira em ascensão

Margot Robbie celebra esta quinta-feira, dia 2 de julho, o seu 30.º aniversário. Com 12 anos de carreira, quase a metade da sua idade, a atriz conta com um percurso reconhecido, que passa pelas mãos de Martin Scorsese, Quentin Tarantino e da DC Comics.

Margot Elise Robbie nasceu a 2 de julho de 1990, em Dalby, cidade em Queensland, na Austrália. Filha de Sarie Kessler, fisioterapeuta, e Doug Robbie, magnata da cana de açúcar, que a abandonou quando era ainda bebé, a artista passou a sua infância entre a praia e a fazenda dos avós. Sempre teve um grande amor pela representação. Numa entrevista, Margot Robbie chegou a lembrar: “sempre fui muito dramática — a minha família provavelmente usaria a palavra ‘dramática’ — quando era criança; estava sempre a fazer performances, a fazer todos assistir e pagar para assistir”.

Margot Robbie é Sharon Tate em Once Upon a Time in Hollywood
Margot Robbie no papel de Sharon Tate. (IMDB/DR)

Mais tarde, aos 17 anos, formou-se no Somerset College em Mudgeeraba, um subúrbio no interior de Gold Coast, no sudeste de Queensland, e mudou-se para Melbourne para seguir a já ambicionada carreira de atriz. Já em 2010, a atriz decidiu deixar a Austrália e mudar-se para os Estados Unidos para tentar a sua sorte na indústria de Hollywood. O sotaque de Queensland foi uma das primeiras coisas a trabalhar. Para isso, a artista passou dois anos a aprender mais sobre os músculos da boca, a estrutura óssea e as suas ressonâncias, para se adaptar.

A sua carreira, tardiamente reconhecida em Hollywood, iniciou-se em 2008, com a sua participação em vários episódios da série televisiva Neighbours (1985-presente). A sua interpretação de Donna Freedman na longa novela australiana valeu-lhe duas nomeações aos Logie Awards. No mesmo ano, a atriz participou também no filme Vigilante, de Aash Aaron, e em episódios soltos das séries City Homicide (2007-2011), Review With Myles Barlow (2008-2010) e A Princesa Elefante (2008-2010).

A sua estreia no grande ecrã foi com o filme Dá Tempo ao Tempo, em 2013, onde interpretou Charlotte. Contudo, a artista só alcançou a fama alguns meses depois, ao contracenar com Leonardo DiCaprio no filme de Martin ScorseseO Lobo de Wall Street. Para além do reconhecimento, o trabalho valeu-lhe também o Empire Award de Revelação Feminina e várias outras nomeações.

Margot Robbie em O Lobo de Wall Street
Margot Robbie em O Lobo de Wall Street (DR)

Margot Robbie tem uma delicada relação com a nudez. Numa entrevista ao The Telegraph acerca do filme de Scorsese, declarou que acha que “a nudez só pela nudez é uma vergonha. Colocar isso apenas para que uma rapariga tire a camisola é nojento. E é sempre percetível“. Por outro lado, a atriz também admitiu detestar quando as pessoas são coreografadas para se cobrir. “Também acho nojento quando alguém que teria ficado nu na vida real, no filme, convenientemente, deixa o sutiã ou segura o lençol”, afirmou.

Sobre a sua personagem em O Lobo de Wall StreetNaomi Lapaglia, por exemplo, a artista destacou ser uma nudez necessária e justificável. De acordo com Margot Robbie, ao filmar a cena onde ela seduz Jordan, Martin Scorsese sugeriu que ela usasse um robe, o que a atriz rapidamente recusou. “Eu disse que não. Ela tem que estar nua. Ela está a colocar as cartas na mesa”, explicou na entrevista.

Parte do seu salário de O Lobo de Wall Street serviu para pagar a hipoteca da casa da mãe. Para além disso, apesar de o seu património líquido estar sempre a aumentar, a atriz opta por gastar o mínimo de dinheiro possível e vive sempre com colegas de quarto, para economizar. Margot Robbie chegou a afirmar que crescer com a noção do que é não ter acesso a tudo continua a ser humilhante para ela.

Margot Robbie em Focus
Margot Robbie contracena com Will Smith em Focus (DR)

Após trabalhar com Scorsese, a australiana foi catapultada para o estrelato, onde permanece até hoje. Participou em filmes como Suite Francesa (2014), A Queda de Wall Street (2015), Focus (2015) e Os Últimos na Terra (2015). Acerca da sua rápida ascensão, a atriz chegou a refletir“Era um pouco estranho no começo. Eu nunca tinha conhecido uma pessoa famosa antes. Eu não tinha ideia de como poderia ser este negócio, indústria ou trabalho”.

Em 2016, chegou o segundo filme que seria o grande impulsionar do seu nome em Hollywood. Margot Robbie recebeu o convite para interpretar Harley Quinn em Esquadrão Suicida sem ter de fazer qualquer audição. A participação no filme garantiu-lhe um Critics’ Choice Movie Award e um People’s Choice Award, nas categorias de Melhor Atriz num Filme de Ação e Atriz Favorita num Filme de Ação, respetivamente, bem como várias outras nomeações.

A preparação da artista para este papel foi também a mais complexa no seu percurso. A sua rotina incluía treino de ginástica, boxe, armas, tecidos aéreos e mesmo aprender a respirar debaixo de água durante muito tempo. Robbie adquiriu a capacidade de respirar até cinco minutos debaixo de água com este treino. Além disso, foi ela quem fez a maioria das cenas de ação do filme e o realizador, David Ayer, chegou a dizer que a dupla da atriz passava a maior parte do tempo das gravações sentada, uma vez que a atriz insistia em fazer as acrobacias sozinha.

Margot Robbie e Jared Leto em Esquadrão Suicida
Jared Leto e Margot Robbie, no papel de Joker e Harley Quinn respetivamente (DR)

Mas mais do que Harley Quinn, Margot Robbie teve de se preparar para entrar na pele de Harleen Quinzel, a psicóloga de Joker. Para melhor reproduzir as reações de uma profissional ao tratar o paciente interpretado por Jared Leto, a atriz chegou mesmo a analisar os testes MMPI (Minnesota Multiphasic Personality Inventory), o teste que os psicólogos usam para detetar doenças mentais, com cerca de 500 perguntas. “Sempre que tínhamos tempo para ensaiar ou improvisar, ou mesmo nas cenas, eu começava logo com essas perguntas. Eu via quais deles o apanhavam desprevenido, como ele reagia”, declarou a atriz, em entrevista à IGN India, ao que acrescentou que este trabalho “são muitas tentativas e erros”.

Depois deste grande sucesso, seguiram-se títulos como A Lenda de Tarzan (2016) e Eu, Tonya (2017), outro filme que também lhe valeu alguns prémios e nomeações. Mais uma vez, para este papel, Robbie fez uma longa preparação, com um treino de três meses para aprender a patinar. No entanto, como apenas oito mulheres na história conseguiram realizar com sucesso o salto triplo eixo, a réplica do movimento foi elaborada em CGI (imagens geradas por computador).

A História de Winnie the Pooh (2017), Maria, Rainha dos Escoceses (2018), Terminal (2018) e Slaughterhouse Rulez (2018) foram os filmes que antecederam Era uma Vez… em Hollywood (2019), de Quentin Tarantino, onde Margot Robbie interpreta Sharon Tate. Para a atriz, que já adorava o trabalho do realizador, foi uma grande emoção “vê-lo a trabalhar em primeira mão”, de acordo com declarações que deu à Deadline“Foi fascinante. E os realizadores trabalham todos de forma tão diferente. Cada realizador com quem trabalhas, os seus processos, métodos para o que se aproximam, a maneira como articulam as suas ideias ou executam a sua visão — é tão completamente diferente e é um privilégio enquanto ator ver isso em primeira mão”, acrescentou.

Margot Robbie em Eu Tonya
Margot Robbie em Eu, Tonya (DR)

O filme de Tarantino e Bombshell — O Escândalo (2019), valeram à atriz nomeações a prémios como os Óscares, Globos de Ouro e BAFTA. Depois destes títulos, a atriz protagonizou Dreamland (2019) e Birds of Prey (2020), onde regressou à sua personagem de Esquadrão Suicida.

Depois de mudanças e de deixar muito para trás, o sucesso de Margot Robbie demorou a chegar na indústria de Hollywood. Porém, quando finalmente chegou, a atriz ganhou o coração da crítica e dos fãs e o seu nome promete ficar imortalizado na Sétima Arte.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
‘Normal People’: drama irlandês chega a Portugal pela HBO