Jennifer Hudson como Aretha Franklin no filme biográfico Respect
Jennifer Hudson como Franklin no trailer de 'Respect' (Divulgação/NOS Audiovisuais)

‘Respect’: Filme com Jennifer Hudson sobre Aretha Franklin ganha trailer

Filme biográfico sobre a cantora estará nas salas de cinema em 2021

O trailer do novo filme sobre Aretha Franklin foi lançado pela MGM (Metro-Goldwyn-Mayer Inc.) durante os BET Awards este domingo (28). Respect, com estreia inicialmente agendada para agosto, foi adiado devido à pandemia. O filme estará nos cinemas em 2021 e terá Jennifer Hudson como protagonista.

Respect focar-se-á no crescimento da carreira de Franklin, desde criança, quando cantava no coro da igreja, até atingir a fama internacional. Jennifer Hudson (protagonista do filme Dreamgirls, com o qual venceu o Globo de Ouro para melhor atriz secundária, em 2007) será Aretha Franklin. Foi a própria cantora que escolheu Jennifer Hudson para o filme, mesmo antes de falecer, em 2018. O filme realizado por Liesl Tommy (The Walking Dead, Jessica Jones) conta também com Marc Maron, Mary J. Blige e Marlon Wayans no elenco.

O título do filme é uma referência à música ‘Respect’, de Otis Redding, que foi gravada por Franklin e usada como um hino feminista. O filme também irá mostrar Aretha Franklin como ícone da luta feminista e dos direitos civis.

Em entrevista à Variety, Liesl Tommy contou que “A história de vida da Aretha Franklin, de prodígio infantil até estrela internacional, está cheia de lutas e vitórias, tornando a sua vida uma das maiores histórias americanas de todos os tempos.

Em relação à realizadora, Jennifer Hudson revelou em comunicado, citado pelo Los Angeles Times, que “não podia estar mais entusiasmada por trabalhar com Liesl Tommy, uma realizadora brilhante e atenciosa, que é, sem dúvida alguma, a escolha perfeita para realizar este filme.”

Aretha Franklin: A Rainha da Soul

A cantora, conhecida como “Rainha da Soul“, nasceu nos Estados Unidos, na cidade de Memphis, em 1942, filha de dois cantores gospel. Franklin venceu um total de 18 Grammys ao longo da sua carreira, para além de ter sido uma forte apoiante da luta das mulheres pelos seus direitos.

Em 2010, foi diagnosticada com cancro, doença que a acompanhou durante vários anos. Acabou por morrer a 13 de agosto de 2018, na cidade de Detroit, aos 76 anos.

Mais Artigos
Cirque du Soleil
Cirque du Soleil avança com pedido de insolvência e despede 3.500 funcionários