Rolling-Stones

Rolling Stones ameaçam processar Donald Trump

Em causa está o uso não autorizado das músicas da banda britânica durante os comícios do presidente americano

Os Rolling Stones ameaçam processar Donald Trump, se o político continuar a utilizar as músicas da banda durante os comícios. Em causa está a utilização do tema ‘You Can’t Always Get What You Want‘ no último comício em Tulsa.

A banda britânica está decidida a impedir que o presidente norte-americano utilize as músicas da banda durante as suas iniciativas partidárias. Em comunicado, a banda avisou: “Esta pode ser a última vez que o Presidente Donald Trump utiliza canções dos Stones”. No comunicado publicado pela Deadline, pode ainda ler-se “Apesar das indicações de cessação e desistência de Donald Trump no passado, os Rolling Stones decidiram tomar medidas adicionais para impedir a utilização das suas canções no futuro e em todas as suas ações de campanha”. 

O assunto já foi entregue aos advogados da banda, que estão em contacto com a associação internacional responsável pela protecção dos direitos de autor (BMI). A campanha de Trump foi já notificada pelo BMI, e avisada de que o uso não autorizado de músicas constitui uma violação dos direitos de autor. A associação avisou ainda que Trump pode vir a enfrentar um processo por reprodução não autorizada da música.

Também a família do falecido Tom Petty se viu revoltada com Trump. O tema ‘I Won’t Back Down, do cantor falecido em 2017 , foi também utilizado no comício de Tulsa. A família do cantor avisou o presidente que Petty jamais concordaria com a utilização de um tema seu numa “campanha de ódio”.

LÊ TAMBÉM: Angélico Vieira. Há nove anos, partia o ídolo da ‘Geração Morangos’
Mais Artigos
'The Disciple' venceu o galardão de Melhor Filme LEFFEST.
LEFFEST’20. ‘The Disciple’ e ‘The Best Is Yet To Come’ são os grandes vencedores