Welket Bungué festival

Festival dá destaque a curtas-metragens de afrodescendentes

Welket Bungué, artista luso-guineense que se tem destacado a nível internacional, assina uma curadoria de curtas-metragens de realizadores afrodescendentes que fica disponível de 15 a 28 de junho nas redes sociais do Young South Film Festival.

A organização defende que é dever do evento, “enquanto festival que se define como plataforma de suporte a vozes que podem acrescentar à nossa percepção intelectual e sociológica“, acolher as obras destes realizadores. “O foco que a cultura afrodescendente tem tido nas últimas semanas, tornou ainda mais importante a sua valorização e promoção“, explica Diogo Simão, diretor do Festival.

A curadoria levada a cabo por Bungué pretende mostrar “Cinema, cinema de relevância, cinema de representatividade, cinema composto de uma pluralidade subjetiva que se revê num objetivo comum, global, naquele que é o desejo de contar histórias ímpares baseadas numa subjetividade libertadora“, explica o artista.

É fundamentalmente inspirado nessa ótica de expressão através do audiovisual – que é entoado qual antífona gloriosa – a partir da individualidade artística, que convidei Ana F. Cavalcanti, Julia Zakia, Katya Aragão, Vanessa Fernandes, Lolo Arziki, Daniel Santos e Yuri Costa, para que nos presenteassem com os seus filmes, impressivamente transversais às realidades do continente africano e do território brasileiro”, acrescenta.

A página de Instagram do Festival servirá para disponibilizar as seis curtas-metragens, mas também dará espaço para conversas em direto com os realizadores. Nesta curadoria de Welket Bungué são destacados os trabalhos de sete criadores cujas obras já foram reconhecidas em festivais como Berlin International Film Festival, Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro, FESTin e Avanca Film Festival.

O artista lusoguineense explicou ainda que a “curadoria é feita em homenagem a Cláudia Simões, a cidadã de origem angolana que foi violentamente agredida por agentes da polícia no concelho da Amadora, em Lisboa“.