festival de cannes

Cannes 2020: sem Festival, mas com Seleção Oficial

Já foi divulgada a Seleção Oficial de 2020 do Festival de Cinema de Cannes

O prestigiado Festival de Cinema de Cannes foi cancelado no rescaldo da pandemia do novo coronavírus. No entanto, dia 3 de julho foi anunciada a Seleção Oficial do festival, com os filmes que seriam apresentados na edição deste ano. A lista perfaz um total de 56 longas-metragens que o festival vai assim ajudar a promover nas salas de cinema.

Thierry Frémaux, delegado-geral do festival de Cannes, não quis desistir do evento “devido ao trabalho árduo dos cineastas” e,”por isso, continuámos a nossa selecção e foi a decisão certa”, acrescentou o diretor artístico na página oficial do festival.

Este ano foram a concurso 2067 longas-metragens, excedendo pela primeira vez a marca dos 2000 filmes em competição no festival. Dos milhares de filmes apresentados, nasceu então a lista oficial de longas de 2020, que “foi construída com a perspectiva de ver o Festival de Cannes assumir mais do que nunca a sua principal missão: promover filmes, artistas e profissionais mostrando o seu trabalho. Ser a ponte entre a tela e o público”, declarou Frémaux.

A Seleção Oficial

O primeiro título a ser revelado desta lista foi a comédia de Wes Anderson, The French Dispatch. A filme é, segundo o próprio Anderson, “uma carta de amor ao jornalistas”, e conta várias histórias da última edição de uma revista americana publicada em uma fictícia cidade francesa no século XX.

Para além desta longa, na lista surgem também Falling, que marca a estreia de Viggo Mortensen como realizador no festival, Earwig and the Witch, de Gorô Miyazaki, Druk (Another Round), de Thomas Vintenberg, e ainda Dusk, de Sharunas Bartas, co-produzido pela portuguesa Terratreme Filmes. Podes ver a Seleção Oficial no site oficial do Festival de Cinema de Cannes.

Vale também a pena destacar Lovers Rock e Mangrove de Steve McQueen, os quais o realizador dedica “a George Floyd e a todos os outros negros que foram assassinados, quer isso tenha sido testemunhado ou não, pelo facto de serem negros, nos EUA, no Reino Unido, e em outro qualquer lugar”.

Lovers Rock
Lovers Rock, de Steve McQueen, faz parte da Seleção Oficial de Cannes.

Frémaux também não deixou de parte as curtas-metragens ou a competição Cinéfondation, e assegura que a lista para estas categorias será apresentada “nos próximos dias”.  Em concurso estão vários projetos portugueses.

Todos os 56 filmes da selecção oficial de Cannes receberão o selo Cannes 2020. O distintivo de honra irá acompanhá-los nas suas estreias em datas posteriores e, possivelmente, em outros festivais em parceria com o de Cannes, incluindo os de Telluride, Toronto, San Sebastián e Nova Iorque.

O Festival de Cannes estava previsto para a segunda quinzena de Maio, com Spike Lee como presidente do júri. Após o início da pandemia covid-19, ainda se considerou a possibilidade de realizar a 73ª edição do festival em julho. Porém, o festival acabou por ser cancelado definitivamente em abril, após o prolongamento do estado de emergência.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Sandra Oh queria ser Olivia Pope em ‘Scandal’