festival de cannes

Cannes 2020: sem Festival, mas com Seleção Oficial

Já foi divulgada a Seleção Oficial de 2020 do Festival de Cinema de Cannes

O prestigiado Festival de Cinema de Cannes foi cancelado no rescaldo da pandemia do novo coronavírus. No entanto, dia 3 de julho foi anunciada a Seleção Oficial do festival, com os filmes que seriam apresentados na edição deste ano. A lista perfaz um total de 56 longas-metragens que o festival vai assim ajudar a promover nas salas de cinema.

Thierry Frémaux, delegado-geral do festival de Cannes, não quis desistir do evento “devido ao trabalho árduo dos cineastas” e,”por isso, continuámos a nossa selecção e foi a decisão certa”, acrescentou o diretor artístico na página oficial do festival.

Este ano foram a concurso 2067 longas-metragens, excedendo pela primeira vez a marca dos 2000 filmes em competição no festival. Dos milhares de filmes apresentados, nasceu então a lista oficial de longas de 2020, que “foi construída com a perspectiva de ver o Festival de Cannes assumir mais do que nunca a sua principal missão: promover filmes, artistas e profissionais mostrando o seu trabalho. Ser a ponte entre a tela e o público”, declarou Frémaux.

A Seleção Oficial

O primeiro título a ser revelado desta lista foi a comédia de Wes Anderson, The French Dispatch. A filme é, segundo o próprio Anderson, “uma carta de amor ao jornalistas”, e conta várias histórias da última edição de uma revista americana publicada em uma fictícia cidade francesa no século XX.

Para além desta longa, na lista surgem também Falling, que marca a estreia de Viggo Mortensen como realizador no festival, Earwig and the Witch, de Gorô Miyazaki, Druk (Another Round), de Thomas Vintenberg, e ainda Dusk, de Sharunas Bartas, co-produzido pela portuguesa Terratreme Filmes. Podes ver a Seleção Oficial no site oficial do Festival de Cinema de Cannes.

Vale também a pena destacar Lovers Rock e Mangrove de Steve McQueen, os quais o realizador dedica “a George Floyd e a todos os outros negros que foram assassinados, quer isso tenha sido testemunhado ou não, pelo facto de serem negros, nos EUA, no Reino Unido, e em outro qualquer lugar”.

Lovers Rock
Lovers Rock, de Steve McQueen, faz parte da Seleção Oficial de Cannes.

Frémaux também não deixou de parte as curtas-metragens ou a competição Cinéfondation, e assegura que a lista para estas categorias será apresentada “nos próximos dias”.  Em concurso estão vários projetos portugueses.

Todos os 56 filmes da selecção oficial de Cannes receberão o selo Cannes 2020. O distintivo de honra irá acompanhá-los nas suas estreias em datas posteriores e, possivelmente, em outros festivais em parceria com o de Cannes, incluindo os de Telluride, Toronto, San Sebastián e Nova Iorque.

O Festival de Cannes estava previsto para a segunda quinzena de Maio, com Spike Lee como presidente do júri. Após o início da pandemia covid-19, ainda se considerou a possibilidade de realizar a 73ª edição do festival em julho. Porém, o festival acabou por ser cancelado definitivamente em abril, após o prolongamento do estado de emergência.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
A Serra
Audiências. ‘A Serra’ segura primeiro lugar em novo horário