livro Imagem de Benjamin Balazs por Pixabay
Imagem de Benjamin Balazs por Pixabay

Como é que se transforma um livro em filme?

Transformar um livro no argumento de um filme é mais do que contar a história com pessoas

Artigo patrocinado.

Transformar a história de um livro no argumento de filme vai além de ter a história a ser representada por pessoas. Requer alguns processos. Fica aqui a conhecer um dos editores de vídeo para poderes ir mais longe.

As adaptações de obras literárias são um grande sucesso no cinema. Com opiniões divididas entre quem prefere o livro e quem prefere o filme, os filmes arrastam multidões às salas de cinema.

Porém, o filme e o livro possuem narrativas diferentes. O filme precisa se preocupar em muito mais do que só traduzir a história em imagens, mas recriar essa narrativa de uma forma que seja funcional na linguagem cinematográfica e que chame a atenção do público.

Existem adaptações que acabam por perder partes da história original, seja pela diferença de narrativa ou por os produtores julgarem que não são tão essenciais. Também há obras que acabam por seguir integralmente o conteúdo escrito, mas não agradam ao público.

Então, como funciona o processo de transformação de uma obra literária em filme? Como funciona a adaptação do roteiro? Quais as características da edição do filme? Devo fazer algum curso para editar vídeos se quero transformar o meu livro num filme?

Livro vs. Filme

Os exemplos de adaptação do livro para o filme são inúmeros, sendo que alguns fizeram sucesso e outros foram considerados um erro. Na verdade, o que faz com que uma adaptação não seja bem aceite não é realmente a história original, mas as particularidades de cada meio envolvidas no processo.

A literatura e o cinema são dois meios que divergem, mesmo tendo pontos de diálogo entre si. Uma mesma história pode ser um clássico na literatura, mas falhar no cinema. Existem exemplos como o de Romeu e Julieta, que por mais que tenham tido várias adaptações no cinema, nunca perdeu o seu estatuto de uma das obras literárias mais famosas.

Ao mesmo tempo temos obras que foram sucesso e se tornaram clássicos nos dois meios, como a saga de Harry Potter, O Senhor dos Anéis e outros exemplos se mantêm bem sucedidos tanto nos livros quanto no cinema.

Então, é basicamente impossível migrar o conteúdo da obra diretamente para o filme. É necessário que haja uma “tradução” para que a narrativa se adeque ao cinema. É preciso a liberdade criativa do diretor, além do tacto para perceber o que irá funcionar e o que não irá no cinema, mantendo a fidelidade (ou não) à obra original.

O processo de adaptação de uma obra literária para o cinema

Transpor um conteúdo literário para uma obra audiovisual não é tão fácil como se pensa. A mais evidente diferença é que todo o argumento tem de ser transposto para se transformar em informação visível ou audível.

Atos como pensar, recordar, esquecer, perceber, sentir ou querer são fáceis de escrever, porém muito difíceis de filmar. Outra particularidade é que no cinema o cineasta tem de pensar nas características descritivas dos objetos e pessoas, sendo que no livro não é necessário, o escritor descreve apenas se desejar fazê-lo.

De entre muitas peculiaridades, o cinema é um trabalho coletivo, ao contrário da atividade solitária do escritor. O cinema não é só o roteiro, ele tem fotografia, música, criando a sua própria linguagem e estando em constante transformação.

A diferença na edição do filme

Uma das grandes diferenças na linguagem escrita para a audiovisual é que, no texto, o escritor controla a ordem em que as informações são transmitidas ao leitor, ao contrário do cinema. Numa cena em que o escritor pode revelar os detalhes gradualmente, no cinema se torna mais complicado controlar esta ordem, pois não se sabe onde o olhar do espectador poderá ir.

Então, na edição existem alguns recursos que podem ajudar a revelar informações na ordem em que o diretor deseja, seja utilizando a iluminação, as cores, os ângulos ou os cortes.

Desde as aulas que estimulam as pessoas, é importante introduzir aplicativos como o Wondeshare Filmora, que é considerado um dos melhores editores de vídeos para iniciantes. Os recursos de vídeo são ensinados para que a produção audiovisual seja cada vez mais rica e que consiga entregar a narrativa do roteiro com mais qualidade, chamando a atenção de quem assiste.

Para quem deseja adaptar o livro para o grande ecrã, o primeiro passo é adaptar bem o roteiro para que as informações sejam audíveis, visíveis. Após as filmagens, começam o trabalho de edição, para que entregue a mensagem que o escritor deseja.

Para acompanhar de perto o processo, é bom conhecer algumas técnicas de edição, antes mesmo da filmagem, para que se possa dirigir os atores da forma idealizada, e também tendo em mente a edição deve ser feita. Procura o melhor editor de vídeo para iniciantes e começa a explorar esse mundo para que consigas transmitir a sua escrita em audiovisual.

 

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Re-creio
‘Re-Creio’. O evento recebe grandes nomes do humor português