Maria João Bastos em A Espia

Maio. SIC tem melhor resultado em sete anos, RTP1 aprofunda crise

O mês foi de desconfinamento e de retoma de rotinas para o país, mas o mercado televisivo não desanimou e acelerou várias tendências. A SIC bate recorde, com o seu melhor registo desde 2013, a TVI recupera terreno para valores de meados de 2019 e a RTP1 está em queda há vários meses, ficando com um dos seus piores registos de sempre.

SIC volta a subir e tem melhor mês em sete anos

Maio foi mais um mês de boas notícias para Paço de Arcos, que continua a amealhar recordes. Em primeiro lugar, conseguiu mais uma vez fazer o pleno e vencer todos os 31 dias do mês. Isto significa que a SIC lidera há 127 dias consecutivos e já venceu um total de 149 de 152 dias do ano.

O canal registou uma subida na sua quota de mercado mensal de 6 décimas para 20.7%. Este resultado é um novo recorde para a SIC desde que se tornou líder em fevereiro de 2019. A Impresa indica em comunicado que esta marca mensal representa um recorde de sete anos. A última vez que Paço de Arcos atingiu esta quota de mercado foi em setembro de 2013.

Apesar da tendência positiva também observada pela TVI, a SIC conseguiu manter quase intacta a distância face à segunda classificada: 6.2 pontos percentuais. O canal é líder há 16 meses consecutivos.

RTP1 cai pelo quarto mês consecutivo e tem pior registo desde setembro de 2018

A estação pública está oficialmente num período de crise de audiências. O primeiro canal está a perder quota de mercado desde janeiro, mês em que alcançou 13.4%, descendo sucessivamente ao longo de quatro meses: 13.1% em fevereiro, 12.1% em março, 11.5% em abril e agora 11.1% em maio.

Esta marca representa um recorde negativo desde setembro de 2018, altura em que fechou com os mesmos 11.1%. O pior dia do mês para a RTP1 foi o domingo dia 10, único dia em que ficou abaixo dos 10%. O seu melhor registo foi de apenas 12.8%, no dia 13.

TVI é o canal que mais sobe, com melhor resultado em onze meses

A estação de Carnaxide não foi exceção entre os generalistas e também bateu recorde neste mês. Tal como a SIC, o canal teve uma evolução positiva, subindo 0.7 pontos percentuais para 14.5% de quota de mercado. Foi o canal que mais subiu, alcançando o melhor resultado mensal desde junho de 2019. Nessa altura, a TVI obtinha 14.9% e vivia um período de quedas consecutivas, que ainda se iriam prolongar durante o verão.

Impulsionado pelo Big Brother, o canal tem recuperado tração, em especial aos domingos. Os seus três melhores dias de maio foram domingos: 17 de maio (17.2%), 24 de maio (17.7%) e 31 de maio (18.6%). O seu pior registo foi marcado no dia 23, um sábado, em que alcançou um share de 12.9%.

CMTV sobe perante descida dos três informativos

No cabo, a CMTV voltou a recuperar terreno depois da queda do mês anterior. O canal da Cofina subiu de 4.3% para 4.5%, permanecendo isolada na liderança do cabo. O seu melhor dia foi no domingo, dia 10, em que obteve uns explosivos 7.6%.

Dentro dos canais informativos, todos perderam quota de mercado face a abril, numa demonstração da menor urgência de consumo de programas de informação na população. A SIC Notícias desliza dos 2.7% para os 2.1%, a TVI24 recua dos 1.7% para os 1.5%, enquanto a RTP3 perde terreno dos 1.8% para os 1.5%.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Amália
Amália. 100 anos da eterna voz do fado