Clint Eastwood
Reprodução/D.R

5 filmes para te iniciares na cinematografia de Clint Eastwood

O ator e realizador completa 90 anos de idade a 31 de maio

Clint Eastwood pode ser popular pela postura rígida que adota em cada personagem que interpreta, mas todos o conhecemos como o ícone multifacetado da sétima arte. De ator a realizador e produtor, desde muito cedo que o nosso Gran Torino agradou ao seu público, provando sempre ser dotado de uma sensibilidade artística única.

Premiado com quatro Óscares e eleito duas vezes o ator favorito dos americanos, é o único da história do cinema a estrelar em filmes de grande sucesso durante cinco décadas consecutivas.

Como não podíamos deixar passar em branco a celebração dos seus 90 anos, nada melhor que assinalar esta data com a sugestão de cinco filmes que marcaram a sua carreira cinematográfica.

As Pontes de Madison County (1995)

Meryl Streep e Clint Eastwood em As Pontes de Madison County
Reprodução/D.R

O romance conta a história de Francesca (Meryl Streep) que, enquanto o marido e os filhos estão fora, é abordada por Robert Kincaid (Clint Eastwood), um fotógrafo da National Geographic. Após explicar que está a fazer uma reportagem fotográfica e pedir indicações sobre a localização das pontes locais, Francesca decide acompanhá-lo na sua visita, longe de saber que essa decisão vai alterar completamente a sua vida. Durante quatro dias, os dois sentem que voltaram a encontrar o amor mas, quando este parte, a infelicidade toma conta dela e leva-a a escrever um diário onde conta a história vivida com Robert. Essa recordação escrita é, mais tarde, encontrada pelos seus filhos, que passam a questionar os seus objetivos de vida.

Um Mundo Perfeito (1993)

A Perfect World
Reprodução/D.R

Durante a sua carreira, Clint Eastwood não produziu muitos filmes com toques de comédia mas, com este filme, finalmente conseguiu agradar o público e dar-lhes a sensação de aventura e humor que procuravam. Butch Haynes (Kevin Costner) é um presidiário que foge da prisão e é perseguido pelo polícia Red Garnett (Clint Eastwood). Quando Butch invade involuntariamente uma casa e acaba por raptar Phillip Perry (T.J. Lowther), um menino de sete anos, o presidiário torna-se numa figura paternal para a criança. Ao contrário do que seria de esperar, os dois desenvolvem uma relação saudável que vai mudar completamente a vida de ambos.

A Troca (2008)

Angelina Jolie em A Troca
Reprodução/D.R

Este é um dos filmes menos convencionais de Clint Eastwood e desenrola-se em 1928 na cidade de Los Angeles. Christine Collins (Angelina Jolie) é mãe solteira de Walter (Gattlin Griffith), um menino de 9 anos. Quando se despede dele antes de ir trabalhar, está longe de imaginar o pesadelo que vai viver. Ao regressar a casa, percebe que Walter desapareceu e inicia uma busca exaustiva para o recuperar. Algum tempo depois, a polícia afirma ter encontrado Walter e levam-no até Christine que, tomada pela emoção de ter o filho de volta, o leva para casa. Após o mediatismo, a mãe começa a duvidar que aquele seja o seu filho e continua à procura de respostas num sistema que a tenta calar a todo o custo.

Imperdoável (1992)

Clint Eastwood e Morgan Freeman em Imperdoável
Reprodução/D.R

Produzido, realizado e interpretado por Clint Eastwood, a ação decorre no velho Oeste americano e questiona o custo e significado da violência. William Munny é um caçador de prémios reformado que aceita um último trabalho com uma recompensa de mil dólares. Contratado para matar dois homens que desfiguraram uma prostituta na cidade, William alia-se a mais dois pistoleiros e juntos tentam fazer justiça num lugar dominado pelo xerife Daggett (Gene Hackman), um homem com um sentido de justiça e moral bastante particulares. Vencedor das principais categorias nos Óscares de 1993 (Melhor Filme e Melhor Realizador), ganhou ainda Melhor Montagem e Melhor Ator Secundário com a interpretação de Gene Hackman.

Flags of Our Fathers As Bandeiras dos Nossos Pais  (2006)

Flags of Our Fathers - As Bandeiras dos Nossos Pais
Reprodução/D.R

Num filme que descreve uma das batalhas mais sangrentas pela ilha de Iwo Jima, em fevereiro de 1945, e onde foram mortos mais de dois mil americanos, Eastwood transmite a veracidade do caos com imagens atmosféricas perturbadoras. Desse momento surgiu uma imagem icónica, quando cinco marines erguem a bandeira dos Estados Unidos da América no monte Suribachi. A fotografia tornou-se num símbolo da vitória e transformou esses homens em heróis. Alguns deles morreram após esse momento sem saber que ficaram imortalizados na nossa História e os restantes permaneceram na linha da frente, a lutar sem qualquer ostentação ou glória.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Cliveon concerto
Cliveon: “Quem nos inspirou foi o Bruno Nogueira”