Spamflix: a plataforma de streaming portuguesa que não obriga a mensalidade

O conteúdo é focado nos filmes de culto e pode ser obtido através de um sistema de aluguer

A Spamflix, plataforma de streaming portuguesa, chegou com uma oferta diferente das outras gigantes. Pode considerar-se que se assemelha a uma espécie de videoclube, pois os interessados só pagam pelo conteúdo que pretendem assistir através de um sistema de aluguer. Não há uma mensalidade obrigatória.

Uma fez feito o aluguer de qualquer filme, através de cartão de crédito ou PayPal, o conteúdo fica disponível por 72 horas e pode ser visto no browser, ou nas aplicações disponíveis para iOS e Android. A criação de uma conta é totalmente gratuita e, neste momento, a plataforma está a oferecer um cupão a novos utilizadores. O voucher é automaticamente associado à conta de cada utilizador e é válido para qualquer conteúdo disponível em catálogo.

O conteúdo que a plataforma oferece é exclusivo, maioritariamente independente e enquadra-se no género de terror ou fantástico. O Programa Operacional Lisboa 2020, que permite a criação de um catálogo de filmes independentes, é um dos meios de financiamento do serviço. A plataforma dá, então, uma visibilidade maior aos conteúdos independentes que são raros de encontrar por vias legais.

Em Portugal já existe outra plataforma parecida, também especializada numa curadoria de cinema independente: a Filmin. No entanto, esta sobrevive à base do aluguer e de mensalidades fixas. Além disso, não se foca apenas em dois géneros. Por esse motivo, a Spamflix chega prometendo ser um complemento a quem já subscreve este e outros serviços.

Um Catálogo de raridades

A Spamflix conta com mais 70 filmes e é atualizada regularmente. Todos os filmes do catálogo têm um preço fixo estipulado em três euros.

Na plataforma, a título de exemplo, podem ser encontrados conteúdos raros como: Embargo, filme baseado num conto de Saramago ou Psiconautas, As crianças esquecidas (2015), uma animação de terror que venceu vários prémios internacionais e esteve em competição no MotelX.

A Spamflix foi pensada para o mercado português e criada em território nacional. Existe desde 2018 e foi criada pela brasileira Julia Duarte e o italo-alemão Markus Duffner. Agora surge também em versão mobile.

Mais Artigos
Bruno Nogueira Deixem o Pimba em Paz
Bruno Nogueira regressa aos palcos já em junho