Space Force
Netflix

Estas são as séries que não podes perder até ao verão

O Espalha-Factos sabe que o teu verão vai ser mais parado que o habitual, portanto deixa-te aqui uma lista de novas séries para veres.

De certeza que andas a rever How I Met Your Mother ou o The Office pela quarta ou quinta vez consecutiva, sem grande vontade de descobrir séries novas. Mas, antes que se torne num pesadelo, o Espalha-Factos, como tem sido nosso hábito, vem salvar-te da monotonia, ao compor uma lista de mais de 10 sugestões de séries prontas para te colar ao ecrã durante este verão, que não vais querer perder.

Entre séries estreantes, e outras que retomam as suas temporadas, estas sugestões prometem parar com o teu binge obsessivo das antigas temporadas de Friends. 

Para te facilitar ainda mais a vida, dividimos as séries por plataformas de streaming.

Começando pelas séries da Netflix, a rainha do streaming em Portugal: 

Space Force

Talvez a estreia mais esperada deste verão, Space Force é a nova comédia criada por Steve Carell, o eterno Michael Scott, e Greg Daniels, os responsáveis pela versão norte-americana da série de sucesso The Office.  A comédia conta-nos a história de Mark R. Naird (Carell), um general condecorado que sonha comandar a Força Aérea, mas acaba por ser convidado a liderar a sexta divisão das Forças Armadas. Contrariado, muda-se com a família para o Colorado. Juntamente com uma equipa de cientistas, tem uma missão muito especial: voltar a levar a América à lua.

Está a ser anunciada como uma versão espacial de The Office, ao retratar os dilemas hilariantes do dia-a-dia de um local de trabalho, aumentando as expectativas junto do grande público. Com dez episódios, a primeira temporada de Space Force tem estreia marcada na Netflix para o dia 29 de maio.

Dead to Me

Dead to Me
Fotografia: Netflix/Divulgação

A comédia negra da Netflix  voltou a 8 de maio para a sua segunda temporada. Dead to Me narra a história de duas mulheres que acabam a servir de consolo mútuo no seio de um grupo de apoio ao luto, mas uma esconde um segredo sombrio sobre a outra. A série é marcada por várias reviravoltas e assassinatos, mostrando que esta não é simplesmente mais uma sitcom a que a Netflix já nos habituou. Christina Applegate é Jen na série e Linda Cardellini retorna como Judy, para a segunda temporada que vai quase de certeza começar por resolver o mistério que encerrou a temporada anterior.

As duas temporadas estão disponíveis para veres na Netflix.

The Eddy

A série marca a estreia de Damien Chazelle, o conhecido e aclamado realizador de filmes como La La Land, Whiplash e First Man, no mundo da televisão, através da Netflix. A história foca-se num clube de jazz de Paris que está em falência. The Eddy é uma minissérie de drama musical (a banda-sonora da série vai ser ocupada pelo clube de jazz), e o elenco é composto por Andre Holland como Elliot Udo, o proprietário do clube de jazz chamado The Eddy, Joanna Kuling (de Cold War, um filme que também recomendamos vivamente) que será a sua namorada intermitente e Amandla Stenberg (The Hate U Give) que dará corpo à sua filha adolescente.

The Eddy está disponível para veres na Netflix desde o dia 8 de maio.

Snowpiercer

Dos criadores de Orphan Black, a série é baseada em Snowpiercer, o filme de Bong Joon-ho, realizador que recentemente ganhou o Óscar de Melhor Realizador com Parasitas. Adaptando uma banda-desenhada francesa, esta versão de Snowpiercer também é passada num comboio que atravessa uma paisagem pós-apocalíptica. Daveed Diggs faz de Layton Well, um passageiro de terceira-classe dentro do comboio e Jennifer Connelly interpreta Melanie Cavill, uma passageira de primeira-classe e também Voz do Comboio. Guerra de classes, injustiças sociais e políticas de sobrevivência serão temas fortes que marcarão a trama.

Snowpiercer tem data de estreia marcada para 25 de maio na Netflix.

White Lines

Do criador da popular série La Casa de Papel, Álex Pina, e produzida pela Bank Pictures, que esteve encarregue por The Crown, a série mostra-nos a história de uma mulher de Manchester que parte em viagem à procura de respostas que expliquem o misterioso desaparecimento do seu irmão, que era um famoso DJ em Ibiza. No elenco vamos poder ver o conhecido ator português Nuno Lopes, que deu uma entrevista recente ao Espalha-Factos a contar-nos tudo sobre a nova série que estreia a 15 de maio.

 The 100

 The 100

A última temporada da série pós-apocalíptica da CW chega ao pequeno ecrã em maio. O que começou sendo a história da exploração de uma Terra dizimada, chegou ao ponto de ter as suas personagens a viajar 150 anos no futuro, aterrando num planeta distante e a lutar pela sobrevivência humana. Resta-nos apenas esperar para ver como se vai concluir a série.

Tens tempo para pôr a série em dia, até dia 21 de maio, data de estreia da última temporada da série na Netflix. O serviço de streaming tem no seu catálogo as primeiras seis temporadas.

Quanto às novidades da HBO no que toca às séries:

I Know This Much is True

Mark Ruffalo em I know this much is true
Imagem: HBO Portugal

Se achas que ter um Mark Ruffalo já é um sonho, imagina quando tens dois Mark Ruffalos a entrar em tua casa pelo pequeno ecrã. I Know This Much Is True é um drama trágico que adapta o livro do mesmo título do autor Wally Lamb, de 1998. A história segue Dominick e Thomas Birdsey, dois gémeos idênticos, ambos interpretados por Ruffalo, numa épica saga familiar que explora a família, o sacrifício, e o perdão.

O primeiro episódio de I Know This Much is True estreou no dia 11 de maio na HBO Portugal. A minissérie de seis episódios vai ser transmitida semanalmente.

Lovecraft Country

Jordan Peele, o famoso realizador de filmes de terror como Foge e Nós, já considerados clássicos, traz-nos Lovecraft Country, uma série histórica de terror, adaptada do romance de Matt Ruff com o mesmo nome. Lovecraft Country segue a história de um jovem (Jonatham Majors) enquanto viaja pelos anos 50 à procura do seu pai desaparecido, juntamente com o seu tio e uma amiga. Na viagem enfrentam os terrores e medos de uma América racista e os monstros literais inspirados no trabalho do escritor de terror H.P Lovecraft.

A série passa-se durante a era das Leis de Jim Crow, que impunham a segregação racial no sul dos Estados Unidos. Já sabemos que Jordan Peele é um mestre a usar o terror como arma de denúncia do racismo, e as expectativas estão elevadas. A série vai estrear na HBO Portugal em agosto, com data ainda por definir.

The Great

A série de época narra a vida e ascensão da imperatriz russa Catarina II, conhecida como Catarina, a Grande, mas de uma forma acessível misturando elementos que fazem lembrar Emily Dickinson e Maria Antonieta. Criada pelo argumentista de A Favorita, Tony Mcnamara, Elle Fanning vai fazer de Catarina, casada com o incompetente imperador Pedro III, interpretado por Nicholas Hoult. Ao perceber que o marido não é suficientemente capaz para o seu trabalho, Catarina começa a planear um golpe que colocará os destinos do país nas suas mãos.

A série vai estar disponível na Hulu a partir de 15 de maio, mas é transmitida em Portugal na HBO a partir de dia 16 de maio.

Stargirl

Na nova série saída do universo de super-heróis da DC Comics, Courtney Whitmore (Brec Bassinger) é uma jovem inteligente, gentil e atlética que descobre que o padrasto tem um segredo. Ele costumava acompanhar um super-herói. A partir daí, Courtney inspira um grupo improvável de jovens heróis que assumem a herança da Sociedade da Justiça da América. Ao contrário de outras adaptações da heroína como Smallville ou Legends of Tomorrow, esta nova série vai focar-se nos seus dias como estudante secundária e nas suas origens heróicas.

A série chega aos ecrãs a 19 de maio e será exibida na HBO Portugal.

I’ll Be Gone in the Dark

A escritora Michelle McNamara passou grande parte de sua vida a levar a cabo uma investigação para resolver o mistério do violador e assassino em série conhecido como o Golden State Killer, um dos mais prolíficos assassinos que a América alguma vez viu. O seu trabalho de pesquisa culminou no livro I’ll Be Gone in the Dark, publicado logo depois da sua morte, e que serve agora de inspiração para uma minissérie documental de seis episódios sobre a caça ao assassino, as suas vítimas, famílias e ainda a contribuição de McNamara para a tentativa de resolução do caso.

A série promete ser o teu próximo documentário favorito sobre serial killers, que estão agora muito na moda. Estreia-se a 28 de junho na HBO Portugal.

Analisamos agora as séries em maior destaque na Hulu:

Remy

A série, criada por Ramy Yousseff, conta a história de Ramy (interpretado pelo próprio Ramy Youssef), filho de imigrantes egípcios, numa jornada cheia de conflitos pelo bairro de New Jersey, repartida entre a comunidade muçulmana que pensa que a vida é um teste constante, os seus amigos modernos que pensam que a vida é feita de possibilidades infinitas e um Deus que está sempre a observar. A primeira temporada foi largamente aclamada pela crítica por demonstrar de forma exemplar a experiência quotidiana de um imigrante na América. Se ainda motivos faltassem para veres a nova temporada, lembra-te que a primeira valeu a Yousseff um Globo de Ouro, na categoria de Melhor Ator em séries de comédia ou musicais.

A segunda temporada da série estreia a 29 de maio na Hulu.

Solar Opposites

A nova sitcom animada da Hulu anda a ser anunciada como uma mistura de Rick and Morty e Family Guy, mas com alienígenas. Solar Opposites conta a história de uma família alienígena que se refugia nos subúrbios americanos e a partir daí começa a discussão sobre se a vida é melhor ali ou no seu planeta natal. A série é dos mesmos criadores de Rick and Morty, logo só temos direito a esperar histórias alucinadas nesta primeira temporada.

Solar Opposites está disponível na Hulu desde o dia 8 de maio.

Love, Victor

Love, Victor é uma série de comédia romântica inspirada e ambientada no mesmo mundo do filme de 2018, Love, Simon. Pelo trailer podemos perceber que vai demonstrar as fantasias da adolescência, enquanto o jovem Victor, interpretado por Michael Cimino, passa por uma jornada de auto-descoberta em relação à sua orientação sexual e enfrentando também os problemas em casa.
Love, Victor estreia a 19 de junho na Hulu.

A Disney+, que chega em setembro a Portugal, traz-nos uma grande novidade bastante ansiada:

The Falcon and The Winter Soldier 

A ansiada primeira série produzida pela Marvel, que vai estrear na plataforma de streaming Disney+, segue a história de Sam Wilson/Falcão (Anthony Mackie) e de Bucky Barnes/Soldado do Inverno (Sebastian Stan) após os eventos de Avengers: Endgame, que embarcam numa aventura global. Steve Rogers passou o testemunho de Capitão América a Sam no final de Endgame, mas parece que a transição não será fácil. Está confirmada a primeira aparição de sempre de U.S Agent, uma conhecida personagem dos comics. Esta é a primeira de muitas séries produzidas pela Marvel que irão estrear na Disney+, estabelecendo uma ligação directa com as histórias da MCU (Marvel Cinematic Universe).

Apesar das gravações terem sido interrompidas pela Covid-19, à semelhança de outras séries, The Falcon and The Winter Soldier mantém a sua estreia marcada para agosto na plataforma Disney+.

Na Apple TV+ também há uma recomendação para os fãs de séries animadas: 

Central Park

Do co-criador da magnífica série animada Bob’s Burgers, surge agora uma comédia musical sobre uma família de cuidadores do Central Park. Quando o parque é ameaçado por um explorador ganancioso de terras, todos os que adoram o parque devem unir-se para o manter seguro de qualquer tipo de exploração lucrativa. A série vai ter números musicais que ficarão no ouvido do espectador, a fazer lembrar os de Bob’s Burgers, e conta com um elenco de peso no lado das vozes: Josh Gad, Kristen Bell, Stanley Tuccy e Daveed Diggs.

Disponível na Apple TV + a 29 de maio.

Por último, na Amazon Prime temos: 

Homecoming

Homecoming teve uma primeira temporada escrita e realizada por Sam Elliott, de Mr. Robot, e Julia Roberts no papel principal, sendo que a história foi retirada de um podcast com o mesmo nome. A segunda, que conta com Janelle Monaé como atriz principal, é composta por personagens e uma história completamente diferentes.

O thriller psicológico segue uma base do governo, a Homecoming Initiative, que ajuda à transição dos soldados vindos da guerra para a vida civil, mas cujo verdadeiro objectivo está ainda por descobrir. A personagem de Janelle Monaé acorda num barco a remos, sem memória de como lá chegou ou de quem é, numa jornada que a leva a desenterrar os segredos obscuros desta iniciativa governamental.

Vai estar disponível na plataforma de streaming Amazon Prime a 22 de maio.

Artigo atualizado às 14h41 de dia 14 de maio com a informação correta acerca da estreia da minissérie The Great em Portugal.
Mais Artigos
Cliveon concerto
Cliveon: “Quem nos inspirou foi o Bruno Nogueira”