S, Tânia de Carvalho
Fotografia: CNB/divulgação

Dia Mundial da Dança: com espetáculos adiados, o palco é online

Sabe qual a programação que podes acompanhar para celebrar a ‘arte da liberdade’ dentro de portas

Mesmo em situação de isolamento social e todos os palcos fechados, o Dia Mundial da Dança é celebrado esta quarta-feira, dia 29 de abril, por várias entidades do setor através do digital. A arte de movimentar o corpo chega ao público através de apresentações online, filmes, aulas e entrevistas.

O Dia Mundial da Dança foi instituído pelo Comité Internacional de Dança (CID) da UNESCO em 1982, para marcar o nascimento de Jean-Georges Noverre, mestre de bailado e pioneiro da dança moderna. Este ano, a data é celebrada à distância por entidades como a Companhia Nacional de Bailado, a Companhia de Dança de Almada, a Online Dance Company e a companhia Quorum Ballet.

Cesena, Anna Teresa de Keersmaeker
Fotografia: Anne Van Aerschot

O bailarino e coreógrafo sul americano Gregory Vuyani Maqoma, conhecido por colaborações com os artistas Akram Khan e Sidi Larbi Cherkaoui, entre outros, foi o nomeado para deixar a mensagem para a data. “Mais do que nunca, precisamos de dançar com um propósito de lembrar ao mundo que a humanidade ainda existe”, afirmou Maqoma, ao refletir sobre o tempo de pandemia e isolamento. “A dança é liberdade e através dela devemos libertar os outros das armadilhas que enfrentam em diferentes cantos do mundo”, acrescentou.

Com as salas fechadas e o público isolado, a dança faz-se em casa para que o corpo não pare e a “arte da liberdade” nunca seja esquecida.

Companhia Nacional de Bailado (CNB)

No Escuro do Cinema Descalço os Sapatos

O documentário de Cláudia Varejão, em conjunto com a assitente de som Ana Bolito, apresenta imagens da CNB, recolhidas durante doze meses. Estreado em 2016, acompanha “por um lado as criações, estreias e digressões da companhia de dança mais antiga do país e por outro, o trabalho silencioso e estrutural de cada bailarino”, afirmou a realizadora.

O filme vai estar disponível durante todo o dia no site oficial da Companhia Nacional de Bailado.

Outras Danças

Lançada em 2018, a coleção digital da CNB é inspirada no título da obra Other Dances (1976) de Jerome Robins. Em várias séries de vídeos, reúnem-se testemunhos sobre obras apresentadas pela Companhia Nacional de Bailado, criadores e intérpretes. Divide-se em quatro partes: Do Protesto à Glória, Regresso, Legado e Processo Criativo. A compilação das últimas séries da coleção é disponibilizada também em prol do Dia Mundial da Dança, no site oficial da CNB.

A comemoração da data alia-se ainda à programação #FicarEmCasaNaNossaCompanhia, criada no início do isolamento, onde se encontra disponível, até às 15h de sexta (1 de maio), o espetáculo S, de Tânia Carvalho.

Para além disso, os bailarinos juntam-se, sem sair de casa, em entrevistas à jornalista Cristina Peres, para dar a conhecer melhor a sua profissão, bem como as contingências que o actual contexto exige na sua vida.

Centro Cultural de Belém (CCB)

Multiplex

A peça de Rui Hora estreou no Centro Cultural de Belém em 2013. Reflete sobre a complexidade, “da obsessão pela perfeição, mas também do peso da obra por construir e da responsabilidade do legado”, através da interpretação do ator Pedro Gil e da bailarina italiana Silvia Bertoncelli. “É sobre construções, vitórias, derrotas, pertença, e tudo aquilo que nos faz ser o que somos”, destaca a sinopse. O espetáculo está disponível na plataforma Vimeo.

Para além da peça Multiplex, o CCB juntou os testemunhos de vários coreógrafos e bailarinos, para celebrar o Dia Mundial de Dança longe dos palcos. Destacam-se os coreógrafos Victor Hugo Pontes, Olga Roriz, Miguel Ramalho, Rui Horta, João Fiadeiro, Paulo Ribeiro, Clara Andermatt, a dupla Jonas&Lander, Daniel Cardoso, diretor artístico e bailarino da companhia de dança Quorum Ballet, e Miguel Ramalho, bailarino principal da Companhia Nacional de Bailado. O vídeo encontra-se disponível no canal do CCB no Youtube.

Culturgest

Cesena

Cesena, Anna Teresa de Keersmaeker
Fotografia: Anne Van Aerschot

A peça de Anne Teresa de Keersmaeker foi criada em 2011, em seguimento da obra En Atendent. No entanto, ao contrário da última, saúda o nascimento da luz do dia, “sem luz artificial, no fôlego do pôr e do nascer do sol, respetivamente”, descreve a Culturgest. Em Cesena, dezanove bailarinos e cantores “exploram os limites das suas habilidades ao ponto de se fundirem, sendo impossível distinguir quem faz o quê. Música e movimento deslocam-se como um todo, deixando um rasto físico e emocional. O resultado é uma escultura da constante transformação do que nos rodeia e que só se torna visível com a passagem do tempo”.

O espetáculo vai ser transmitido em streaming, diretamente das páginas oficiais da Culturgest no Facebook e no Youtube, a partir das 21 horas. Fica disponível até ao dia seguinte, 30 de abril.

Companhia de Dança de Almada

De Dentro

A proposta coletiva foi criada e produzida em contexto de isolamento pelos bailarinos da Companhia de Dança de Almada, para celebrar o Dia Mundial da Dança. A citação de Filipe Homem Fonseca, “vou aprendendo aos poucos, afinal não estou sozinho, fazemos todos parte disto, apenas ainda não aprendemos a conectar-nos da forma que as plantas fazem, por baixo da terra. Crescemos em todas as direções”, é utilizada pela companhia para descrever a produção.

De Dentro já se encontra disponível nas páginas oficiais da Companhia de Dança de Almada no Facebook, Youtube e Instagram.

Fobos

O espetáculo, do reportório da Companhia de Dança de Almada, propõe-se a “ajudar a compreender aquilo que assusta e porque assusta”. A peça, resultante de um projeto com apoio à conceção de Ana Macara, professora e investigadora do Instituto de Etnomusicologia – Centro de Estudos em Música e Dança (INET-md), e Maria João Lopes, mestre em Programação e Gestão Cultural pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, estreou em 2017.

Fobos vai estar disponível entre as 16h desta quarta-feira, até ao dia 6 de maio, no canal da Companhia de Dança de Almada no Vimeo.

Aula de Dança Contemporânea

O coreógrafo Václav Kuneš cria um momento “para a prática de dança numa perspetiva muito contemporânea e pensada de modo a que possa ser seguida e apreciada por todos, sem distinções de idade ou género”, indica a companhia. O coreógrafo formou-se no Conservatório de Dance de Praga e, desde 2007, é diretor artístico da 420 PEOPLE, grupo que fundou em parceria com a coreógrafa e bailarina Natasa Novotna.

A aula vai decorrer a partir das 18h, através de uma sessão na plataforma Zoom. A iniciativa insere-se no âmbito do projeto europeu CLASH! – When classic and contemporary dance collide and new forms emerge, cofinanciado pelo Programa Europa Criativa da União Europeia.

Acompanha todas as comemorações através do site oficial da Companhia de Dança de Almada.

Artemrede

Água

Água
Fotografia: Divulgação

O documentário de Eva Ângelo apresenta a peça Vale, de Madalena Vitorino. O espetáculo da coreógrafa portuguesa, coproduzido pela Artemrede em 2009, envolve bailarinos, músicos e pessoas de comunidades locais com outras idades, quotidianos ou profissões. O filme, coproduzido com a Terratreme Filmes e com música de Carlos Bica, contou com a participação de comunidades de 12 municípios, bem como participantes de Lisboa e Porto.

A transmissão acontece às 15h, através do Youtube e Facebook da Artemrede.

Quorum Ballet

Trio – 3 coreógrafos GALILI | GIGGI | CARDOSO

O espetáculo, estreado em 2013, reúne três bailados de três coreógrafos com estilos diferentes. Nele juntam-se Until.With/Out.Enough, de Itzik Galili, Excentric-Concentric, de Barbara Griggi e Mesa, de Daniel Cardoso, o diretor artístico da Quorum Ballet.

Trio vai ser disponibilizado a partir das 21h30 no Vimeo da Quorum Ballet, onde vai ficar disponível até 3 de maio (domingo).

A este espetáculo junta-se ainda o Projecto Quorum, da Quorum Ballet e da Quorum Academy. A partir desta quarta-feira às 21h, e também até domingo, vais poder assistir, na mesma plataforma, ao espetáculo com peças de Bruno Duarte, Filipe Narciso e Inês Godinho, estreado em 2019.

Online Dance Company

O Dia Mundial da Dança vai durar sete dias com a Online Dance Company, através do 1.º Festival de Dança Online Millenniumbcp, que já arrancou e que termina no próximo domingo (3). A programação inclui cerca de 14 espetáculos da companhia do bailarino e coreógrafo Cifrão, com bailarinos portugueses de todos os estilos.

Neste dia especial, destaca-se o espetáculo In Between, às 19h. Podes acompanhar todos os elementos da programação nas páginas oficiais do Millennium bcp e do próprio Cifrão no Facebook.

Jazzy Dance Studios

A escola de dança, com estúdios espalhados pela capital, também não fica de fora das celebrações que assinalam o dia. Com curadoria da Jazzy DanceStudios, e em parceria com várias companhias e escolas nacionais, nasceu o Dança Portugal, um festival de três dias que reúne escolas, bailarinos e entidades de norte a sul do país, e que tem ainda uma vertente social ao apoiar a Acreditar. Entre aulas de dança, palestras, mesas redondas, Dj sessions, mostras coreográficas e espetáculos que arrancaram esta terça-feira e se prolongam até quinta-feira (30), todos os estilos de dança estão representados.

Esta quarta, além das aulas de dança de diferentes estilos que acontecem ao longo do dia em direto (acompanha nas páginas de cada escola no Instagram), destaca-se ainda a conversa Come melhor… dança melhor” com Danah, autora do livro Shine Brighter Every Day, às 21h, na página oficial da Jazzy no Instagram, e uma discussão sobre como “Abrir um negócio online – Análise SWOT” que podes assistir em streaming no Facebook e no Youtube da escola, às 22h. Também no Youtube estão já disponíveis alguns espetáculos.

Consulta a restante programação, horários e todos os pormenores no site oficial do evento.

Lionsgate Play

Para celebrar o Dia Mundial da Dança, a Lionsgate Play vai disponibilizar vários filmes relacionados com a segunda arte, através dos parceiros Vodafone Play, Idea Movies & TV e Airtel Xstream. Destacam-se Dirty Dancing (1987), a saga Step Up (2006-2019) e La La Land (2016), entre outros.

A plataforma criou ainda a iniciativa Groove From Home, onde desafia os seguidores a recriar um momento icónico dos filmes escolhidos e a partilhá-lo nas redes sociais.

Lê também: Quarentena no Sofá: Mais de 10 sugestões em streaming e on-demand

dia mundial dia mundial

Mais Artigos
Soraia Chaves é a Generala.
Crítica. ‘A Generala’: a identidade em todos os ecrãs