Catarina Manique em Quer Namorar com o Agricultor
Divulgação/SIC

Opinião. ‘Quem Quer Namorar com o Agricultor?’: o regresso do campo à televisão

Quem Quer Namorar com o Agricultor regressou este domingo (26) ao pequeno ecrã. A terceira temporada marca o regresso do formato dos agricultores, após duas edições de sucesso no ano passado, assegurando a liderança das audiências.

Produzido pela Fremantle para a estação de Paço de Arcos, é um reality-show que assenta na procura de um parceiro amoroso. Os agricultores concorrentes tentam encontrar a mulher ideal, testando a sua adaptação à vida no campo. O campo é, aliás, um elemento transversal a todo o programa: todos os concorrentes têm uma forte ligação ao meio rural, o programa é filmado nesse espaço e a vida dos possíveis casais acontece no campo.

Esta é, assim, uma história de amor, em grande plano, com o campo como pano de fundo. “Porque na vida todos nós procuramos um grande amor“, frisava Andreia Rodrigues, a anfitriã. Mas já lá vamos.

A mecânica do formato

O primeiro episódio da temporada esteve dividido em três partes. Tudo começou com a apresentação dos concorrentes — e eis que aqui surge a grande novidade da edição: a presença de um elemento feminino. Para a agricultora Catarina surge, pela primeira vez, um conjunto de pretendentes masculinos — apesar das indagações iniciais das outras concorrentes, questionando: “será que a candidata é lésbica?“.

Quem Quer Namorar com o Agricultor
As decisões acontecem na Quinta de Azeitão. Imagem: SIC

Apresentações feitas, seguiu-se uma ronda de conversas: cada concorrente teve direito a um primeiro encontro de cinco minutos com as/os pretendentes. Para se conhecerem melhor, continuaram depois o convívio numa festa. Terminada a festa, chegou a hora das decisões. Cada concorrente pôde fazer quatro convites. No caso de alguma pretendente receber mais do que um convite, teria direito a escolher a quinta para onde seguiria. Isto, de facto, aconteceu e fez com que só dois dos agricultores conseguisse levar para a sua quinta as quatro pretendentes convidadas.

O episódio terminou com os pretendentes a chegar às respetivas quintas. Durante as viagens, acompanham-se os receios e a ansiedade vivida por quem busca o grande amor da sua vida, como muitos dos candidatos revelaram. “O amor tem esta capacidade de nos fazer acreditar“, dizia a voz off da introdução do programa.

O formato não apresenta, assim, grandes alterações em relação às temporadas anteriores. A grande novidade — e que foi assim publicitada durante as vésperas da estreia — é a inclusão de um elemento feminino no lote de concorrentes. Porém, com o avançar do programa, este fator novidade perde-se muito rapidamente, dado que as duas narrativas — agricultora vs. agricultores — se diluem numa só.

Os concorrentes

O lote de concorrentes é composto por cinco elementos: quatro homens e, como já referido, pela primeira vez, uma mulher. O que os une é a ligação ao campo: vivem no campo, trabalham nesse espaço, têm histórias ligadas ao mundo rural. Este é, mais do que um programa de amor, um formato que transporta o campo para o pequeno ecrã em primeiro lugar.

Concorrentes de Quem Quer Namorar com o Agricultor
João Paliotes, António Gonçalves, Catarina Manique, Ricardo Bernardes e Francisco Tomé. Imagem: Facebook SIC

Entre os concorrentes, há um ‘Chico Trovão‘, nome pelo qual é conhecido Francisco Tomé, por assim ter chamado o seu cavalo que fugira e tê-lo conseguido fazer regressar. António Gonçalves partilha a sua emocionante história: perdeu a sua mulher há um ano para uma doença cancerígena. Ambos tinham prometido que aquele que partisse primeiro prosseguiria com a sua vida.

Há também o jovem de 25 anos, João Paliotes, que procura apaixonar-se verdadeiramente pela primeira vez. Ricardo Bernardes tem dois filhos, mas confessa que os animais são a sua verdadeira família. Por último, a agricultora Catarina Manique é produtora de leite e queijo e sente que “ainda há muito a ideia de que a agricultura é para os homens”. Ideia que parece ser confirmada pela reação dos outros concorrentes ao verem-na chegar.

O campo como fator de atração

Em relação ao seu genéro, o formato não apresenta grandes novidades: é um reality-show, baseado nesta vertente de dating, em que os concorrentes contactam com um conjunto de pretendentes, selecionam algumas dessas candidatas e, depois, convivem diariamente até formarem um par.

O que difere este de outros formatos do género —  alguns apresentados até pela mesma estação —  é a presença do campo e das paisagens rurais. O campo é normalmente apresentado como um ambiente puro e descontraído por oposição à agitação e ao stress do mundo urbano. A montagem quase cinematográfica que é apresentada, com um muito bem executado encaixe de som e imagens —  muitas de drone — , transportam o telespectador numa viagem por esse ambiente.

Quem quer namorar com o agricultor
O campo é um elemento central no programa. | SIC

Essa montagem também transparece uma humanização da figura do herói — sendo que aqui os agricultores são os heróis do formato. As suas reações, quer visuais, quer verbais, são constantemente frisadas, em grande plano, entre as conversas. Isto contribui para a identificação emocional entre o produto e o telespectador. Os receios e a ansiedade sentidos pelos concorrentes são partihados por quem assiste.

Andreia Rodrigues é o elo de ligação —  pelo menos, nesta primeira fase —  entre concorrentes e pretendentes. Nota-se na sua prestação um à-vontade de quem já está habituada a estas lides, o que faz com o seu discurso pareça natural e espontâneo.

Por último, as três partes em que se divide a estreia do formato — Apresentação, Decisão e Chegada — fazem sentido na lógica do formato e tornam o programa leve, apesar de extenso em duração. Apesar de não ser, na sua essência, uma ideia nova, Quem Quer Namorar com o Agricultor? tem os ingredientes certos que contribuem para a revitalização do formato.

Artigo atualizado às 16h00, com a correção do número de agricultores que levaram as quatro pretendentes para as suas quintas.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.