Telescola
Fotografia: Annie Spratt/Unsplash

#EstudoEmCasa. RTP inicia as gravações da nova Telescola

O arranque do terceiro período letivo é acompanhado pelas aulas através da televisão, a partir de 20 de abril.

O terceiro período letivo arranca a 20 de abril para os alunos do ensino básico, através da televisão, com o #EstudoEmCasa. As aulas da nova Telescola vão ser transmitidas na RTP Memória e na RTP Play e as gravações começam esta sexta-feira, no estúdio do programa O Preço Certo.

Devido à pandemia da Covid-19, cerca de 800 mil alunos do ensino básico não vão voltar a ter aulas presenciais este ano letivo. A solução é um novo modelo de Telescola, preparado de modo a diminuir as disparidades de acesso ao ensino, visto muitos alunos não terem acesso a computadores e Internet.

A programação do #EstudoEmCasa ocupará todo o dia da RTP Memória, com atividades letivas todos os dias úteis da semana, por blocos de dois anos, começando de manhã sucessivamente do primeiro ano até ao 9º ano mais ao fim da tarde”, explicou o primeiro-ministro, António Costa,esta quinta-feira (9). Está ainda a ser preparado um site, onde serão disponibilizadas todas as aulas, para que os alunos possam rever.

O Ministério da Educação é o responsável pelos conteúdos a ser lecionados e pela escolha dos docentes que vão assumir a tarefa. A avaliação continua, no entanto, a ser feita em cada escola, “pelos professores que melhor conhecem o conjunto do percurso educativo de cada aluno”, afirma António Costa. Mesmo assim, o chefe de governo relembra que “uma avaliação é uma avaliação” e que não há passagem de ano garantida para os alunos.

Para além da escola à distância, foram canceladas as provas de aferição e exames deste grau de ensino. Quanto ao ensino secundário, o mesmo calendário foi adiado, com a primeira fase a decorrer entre 6 e 23 de julho e a segunda entre 1 e 7 de setembro. O atraso nos exames implica ainda um avanço nas datas de candidatura ao ensino superior, com início a 7 de agosto e lançamento dos resultados no dia 28 do mês seguinte.

Mais programação educativa depois da pandemia

Gonçalo Reis, Presidente do Conselho de Administração da RTP, explica nas redes sociais que esta é uma “versão contemporânea, apelativa e tecnológica” da Telescola, que regressa à antena depois de originalmente ter existido em Portugal entre 1965 e 2003. Este projeto pode ser o “embrião para programação didática regular” da RTP, mesmo depois da pandemia do novo coronavírus.

O presidente da estação pública revelou também a primeira imagem do grafismo da nova Telescola. À agência Lusa, o diretor da RTP Memória, Gonçalo Madaíl, esclareceu que “o desenho criativo do canal #EstudoEmCasa, tal como o grafismo e a identidade televisiva foi desenhada pela equipa da RTP Memória e do Centro de Inovação”.

Um “desafio tremendo” para a RTP, a estação tem “pelo menos 50 pessoas com funções várias” a trabalhar no projeto, esclarece.

A programação da RTP Memória não sofre nenhuma alteração em termos de conteúdo habitual. No entanto, a emissão normal passa a ser transmitida apenas no final das aulas, durante a noite e a madrugada.

As emissões da nova Telescola estarão disponíveis em sinal aberto, sendo a RTP Memória um dos canais presentes do serviço de Televisão Digital Terrestre (TDT), para além do cabo. Em simultâneo, serão transmitidas online através da RTP Play, numa plataforma dedicada ao #EstudoEmCasa.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Tom Hanks em Tom Hanks em A Beautiful Day In The Neighborhood
Tom Hanks em negociações para interpretar Gepetto em ‘Pinóquio’