Ministério da Cultura Graça Fonseca
A Ministra da Cultura, Graça Fonseca. Foto: Portugal gov

Ministério da Cultura cede e suspende TV Fest

O TV Fest está suspenso. A iniciativa do Ministério da Cultura, que arrancaria esta quinta (9), foi anunciada pessoalmente pela ministra, Graça Fonseca. Acabou inviabilizada por um coro de críticas. O programa motivou inclusivamente uma petição com mais de 15 mil assinaturas.

Este festival, que reunia artistas para concertos em sua casa transmitidos na televisão (no canal 444) e na RTP Play, tinha curadoria do apresentador Júlio Isidro e a participação, no primeiro programa, de Fernando Tordo, Marisa Liz, Rita Guerra e Ricardo Ribeiro. Estava financiado em um milhão de euros e acaba agora por não avançar.

Como o setor reagiu tão rapidamente, com críticas, dúvidas e questões, nós vamos suspender [o TV Fest], ia estrear hoje, será suspenso hoje. Vamos repensar e perceber exatamente como manter este nosso objetivo de apoiar o setor da música e os técnicos e, ao mesmo tempo, dar a possibilidade de as pessoas receberem em sua casa música portuguesa”, afirmou a ministra da Cultura, Graça Fonseca, em declarações à Agência Lusa.

Na petição que criticava a iniciativa e pedia o seu cancelamento, os artistas apontavam que “a realização do TV Fest, no presente estado de emergência” constituía “uma ameaça ao ecossistema cultural português que elimina curadores, diretores artísticos, músicos, técnicos e os demais, operando através de um jogo em corrente exclusivo, e de círculo fechado, aos seus participantes artísticos, que desclassifica a participação, representatividade e diversidade de um setor, constituindo uma medida antidemocrática e não inclusiva“.

De acordo com Graça Fonseca, o TV Fest iria envolver “160 músicos (…) de todos os estilos musicais“, a quem era pedido que “envolvessem sempre equipas técnicas“. Isto, segundo a governante, levaria à participação de aproximadamente “700 técnicos” ao longo dos vários programas. Quatro episódios da iniciativa, que tinha a duração prevista de um mês, já estão gravados.

Héber Marques, Magano, Tiago Bettencourt, Lena D’Água, Rita Redshoes, Tomás Wallenstein, Ricardo Toscano ou Bruno Santos estavam na lista de artistas anunciada por Júlio Isidro para os próximos dias, avança o Sapo 24.

O canal público, que iria transmitir a iniciativa pela plataforma RTP Play, demarcou-se desde o início da iniciativa. De acordo com declarações citadas pelo jornal Expresso, o canal relembra que este é um programa “do Ministério da Cultura” e que o serviço de streaming da estação era apenas “a plataforma facilitadora onde o festival decorre“.

Mais Artigos
Concorrentes do programa Quem Quer Namorar com o Agricultor?
Diário de ‘Quem Quer Namorar com o Agricultor?’ bate mínimo de audiência