Morangos com Açúcar

Morangos com Açúcar estão de volta à TVI

Morangos com Açúcar vão voltar à grelha da TVI. O canal de Queluz volta a transmitir, a partir de segunda-feira (13), aquela que foi a série juvenil de maior sucesso em Portugal.

A TVI vai arrancar esta reposição com a temporada de verão da sétima série, lançada em 2010 . Protagonizada por Sara Matos e Lourenço Ortigão, conta ainda com outros nomes bem conhecidos do público como Rui Andrade, Hélder Agapito, Rodrigo Paganelli, Bruna Quintas, Inês Folque, Sandra Faleiro, Sandra Celas, Diogo Carmona, Vitor Fonseca e Julie Sergeant.

A série Morangos com Açúcar – Vive o teu Verão  deverá ocupar a faixa das 18h, que até agora tem sido preenchida pelo programa A Tarde é Sua. O talk show de Fátima Lopes não tem conseguido bons números de audiência neste horário e, por isso, esta será a aposta da TVI para subir as audiências na faixa, dominada pela telenovela Amor à Vida, em reposição na SIC, e pelo informativo Portugal em Direto, da RTP1.

A sétima temporada, que agora volta à antena, foi originalmente transmitida há 10 anos. A série acompanha as aventuras dos estudantes da escola de artes durante o período de férias letivas. Nesta temporada de verão está garantida muita paixão, música, praia, sol e animação. 

Ainda antes da reestreia da série, no sábado (11) ao início da tarde, a TVI transmite Morangos com Açúcar – O filme. O filme conta com várias personagens do elenco da série juvenil de todas as temporadas e poderá ser revisto a partir das 14h.

Em caso de sucesso desta reposição, pode haver novas esperanças para o regresso da produção, que chegou a ter uma nova temporada prevista para 2019, mas acabou adiado aquando da entrada de Felipa Garnel na direção de programas da TVI.

Notícia atualizada às 16h57 de dia 9 de abril com a indicação de que seria reposta a temporada de verão.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
‘É P’ra Amanhã’. A abordagem positiva da série é “mais empoderadora”