Dino d'Santiago
Fotografia: Tiago Filipe / Espalha-Factos

Já podes ouvir o novo disco de Dino d’Santiago

Kriola é o novo álbum de Dino d’Santiago, depois do sucesso de Mundu Nôbu. Mais uma vez, o artista volta às raízes caboverdianas ou portuguesas, mas com um apelo global num release surpresa editado pela Sony Portugal.

Este novo álbum, criado entre Londres e Lisboa, junta canções de voz envolvente, filtros electrónicos e ritmos como o batuque ou o funaná. Os ritmos explorados levam-nos até Santiago, em Cabo Verde, de Lisboa, de Londres, Lagos, na Nigéria, ou de Luanda. “A cachupa instrumental”, como diz Dino, “desta vez viajou do batuku ao ozonto, da coladera ao grime, sempre com o tempero final dado pelo funaná que descansa no arriscar de um tarraxo.

O autor da ‘Nova Lisboa‘ assume que Kriola é o seu álbum mais ativista, onde a Morabeza da linha de Sintra fixa que o crioulo é a segunda língua mais falada na capital portuguesa e ainda assim, as mães negras continuam a chorar por equidade, enquanto gritam ‘Nhôs Obi‘! Ao mesmo tempo, os jovens de hoje furam os preconceitos, e é na rua que nos provam diariamente que ‘nu ta mistura, Nôs tudo eh Kriolu!‘, relembrando-nos o verdadeiro significado da palavra ‘Crioulo‘, que é não mais que o resultado da mistura. ‘Branco ku Preto, um gerason di Oru‘, transpiram em uníssono, vibrando com um som que só a nós e a todos pertence.

Seiji, Nosa Apollo, Branko, PEDRO, Kalaf Epalanga, Toty Sa’Med, Djodje Almeida, Toni Economides, Julinho KSD e Vado MKA, são os companheiros desta nova viagem de Dino D’Santiago, onde todos se encontram nas sonoridades e mensagens que já são a assinatura. Kriola está disponível a partir de hoje (3 de abril) nas plataformas digitais.

Alinhamento “Kriola”:
1. Morabeza (nananana)
2. Roda
3. My Lover
4. Kriolu feat. Julinho KSD
5. Kem Ki Flau
6. Arriscar
7. Sofia
8. Nhôs Obi feat. Vado MKA

Artigo base publicado originalmente na Comunidade Cultura e Arte. 

Mais Artigos
Guimarães
Guimarães vai contar com cinema drive-in este verão