Portugal #EntraEmCena
Fotografia: EF via Unsplash/#EntraEmCena

Portugal #EntraEmCena, a plataforma para apoiar artistas em tempos de pandemia

A plataforma criada para as empresas públicas e privadas apoiarem projetos artísticos já está online.

Graça Fonseca, ministra da Cultura, anunciou esta semana a criação de uma linha de apoio de emergência direcionada aos artistas e entidades culturais que estão em “situação vulnerável“. A plataforma Portugal #EntraEmCena, a partir da qual empresas e entidades públicas e privadas podem fazer um investimento direto e imediato em projetos artísticos, já está disponível e fica operacional nos próximos dias.

Nas últimas semanas, várias atividades culturais desde espetáculos de música, teatro e dança, foram adiadas ou canceladas para impedir a propagação da pandemia de Covid-19. O projeto surge em resposta às dificuldades que os artistas atravessam atualmente, tendo visto repentinamente a sua fonte de rendimento a dissipar.

Assim, foi criada a plataforma Portugal #EntraEmCena, que relembra a necessidade da existência e continuidade da arte, principalmente nesta fase de isolamento social.

O movimento resulta de várias parcerias e está integrado no programa OutSystems COVID-19 Community Response, que promove a união e a procura de soluções nesta fase complexa. Considerado um marketplace digital, permite que os artistas partilhem ideias e angariem investimento para a fase de desenvolvimento e conceção da mesma.

Graça Fonseca, ministra da Cultura. Fotografia: DR

Paralelamente, as empresas e entidades, públicas e privadas, podem lançar desafios e receber propostas, optando pelas que pretendem remunerar. O Governo português refere que “tendo uma plataforma digital de base, espera-se que esta garanta a ponte entre as entidades e os artistas, permitindo que o investimento nos artistas e técnicos do sector da cultura seja realizado em projectos que podem acontecer, para já, a partir de casa, e mais tarde no pós-epidemia ou mesmo em 2021”.

O objetivo é “que a cultura portuguesa não seja também uma vítima do coronavírus, garantindo a identidade e sustentabilidade cultural do país”, afirmou a ministra da Cultura em declarações à agência Lusa.

A iniciativa contabiliza já um investimento superior a um milhão de euros, para projetos até 20 mil euros cada. Neste momento, dezenas de empresas já “entraram em ação“, como a EDP, EGEAC, NOS, Renova, Vodafone, Sagres, Super Bock, Teatro Nacional D. Maria II e São João, entre outros.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Clint Eastwood em Imperdoável
Clint Eastwood. Cinco filmes para celebrar o aniversário do ator