Sandra Barata Belo, Marco Delgado e Pêpê Rapazote em Rainha das Flores, SIC
SIC

‘Rainha das Flores’ e ‘Laços de Sangue’ viajam pelo mundo

México e Indonésia são as novas casas das novelas da SIC

A SIC continua a conquistar o coração dos portugueses diariamente, mas a história não se fica por aí. O canal tem vindo a marcar pontos no mercado internacional e vendeu recentemente as novelas Rainha das Flores e Laços de Sangue.  

A novela protagonizada por Sandra Barata Belo, Rainha das Flores, vai estrear-se no canal mexicano Imagen TV. A telenovela, com o título de Reina de las Flores, será exibida de segunda a sexta, no horário das 12h. A produção da SP Televisão contou com Isabel Abreu e Pêpê Rapazote no elenco e já foi exibida na Alemanha, Canadá, Equador, Timor e Israel. A novela competia com A Impostora, da TVI, e chegou a arrecadar prémios em países como Coreia do Sul e Alemanha. 

Laços de Sangue viajou até ao outro lado do mundo e chega à Indonésia pelas mãos da Cheers Media. Vencendora de um Emmy, a novela protagonizada por Diana Chaves e Joana Santos foi também vendida para a RAI1, em Itália, e para a TV Zimbo, em Angola.

A SIC afirma em comunicado que este é mais um passo importante na estratégia de afirmação enquanto distribuidor de conteúdos a nível internacional. Entre outros títulos já vendidos estão também Lua Vermelha, protagonizada por Mafalda Luís de Castro, Rui Porto Nunes e António Camelier. A série vampírica foi vendida para o México, enquanto Perfeito Coração, de Pedro Lopes, teve como destino a Bielorrússia e Rússia. 

Nos documentários, destacam-se a venda da reportagem sobre José Mourinho para mais de 50 países, a de Cristiano Ronaldo para mais de 26 e ainda uma sobre Jorge Mendes. Quando se fala da informação do canal do Grupo Impresa dá-se destaque às reportagens Che Guevera, Crianças de Chernobyl, Senhoras do Lago e Meninos de Angola. 

Líder de audiências nos resultados diários, a SIC  foi também o primeiro em Portugal com conteúdos na Netflix e Amazon Prime Video. 

Mais Artigos
Ana Leal
Ana Leal acusa direção de informação da TVI de censura