monstros fantásticos e onde encontrá-los

‘Monstros Fantásticos 3’ vai ter uma “batalha épica”

Dan Fogler comenta as mais recentes novidades sobre o argumento

Sabe-se pouco sobre o próximo filme do franchise Monstros Fantásticos. O projeto de David Yates, com estreia agendada para novembro de 2021, pode agora ser adiado, devido a atrasos provocados pela pandemia de COVID-19.

Todavia, Dan Fogler, responsável pela interpretação de Jacob Kowalski, garante que vale a pena esperar. Em entrevista à plataforma SYFY Wire, o ator promete ação a dobrar e “cenas de batalha épicas”, à medida que o argumento se aproxima da guerra encabeçada pelo antagonista Gellert Grindelwald.

A segunda parte da sequência, Monstros Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald, é o filme menos lucrativo do Wizard World até à data, com muitos fãs desiludidos pelo rumo do argumento. Ainda assim, Floger opta por uma perspetiva otimista face ao terceiro capítulo do universo cinematográfico.

“Posso dizer que li o guião e que a evolução das personagens é mesmo adorável e muito próxima da sensação do primeiro filme, o que acho ótimo. Está a encaminhar-se para uma grande guerra, inspirada na Segunda Guerra Mundial, portanto podem imaginar as cenas de batalha épicas que se avizinham”, afirma.

Um regresso “impagável”

Enquanto ator, Dan Fogler não podia estar mais feliz por retomar a história de Kowalski. Poder retratar a evolução do muggle subitamente confrontado com o mundo oculto dos feiticeiros tem sido, na sua opinião, uma experiência “impagável”.

“Adoro tanto aquela personagem. É ótimo poder participar em franchises onde existem sequelas ou até no The Walking Dead, onde tens a oportunidade de voltar para várias temporadas e a personagem cresce. Posso voltar e interpretar o Jacob como se ele tivesse crescido e sido afetado pelos primeiros dois filmes”, conclui.

J. K. Rowling, autora da saga Harry Potter, é coautora do enredo de Monstros Fantásticos 3, em parceria com Steve Kloves. Esperam-se melhores dias para continuar as gravações que decorrem, maioritariamente, na cidade do Rio de Janeiro.

“Estamos só à espera. Acho que quando toda a gente [recomeçar], quando o mecanismo estiver de novo em movimento e toda a gente voltar ao trabalho, nós também voltaremos. Esperemos que seja mais cedo do que mais tarde”, confirma Fogler.

Mais Artigos
The Handmaid's Tale
‘The Handmaid’s Tale’ estreia em televisão