Fina Estampa Globo

Fina Estampa. No Brasil, novela repetida tem maior audiência que as inéditas

A Globo optou por uma estratégia drástica no combate ao contágio do novo coronavírus e parou a gravação de todas as suas produções. Tendo em conta o número reduzido de episódios gravados, o canal foi obrigado a substituir as produções inéditas por repetições. Em horário nobre, Fina Estampa, lançada em 2011, tem registado valores mais elevados que Amor de Mãe, a novela de 2020 que estava no ar e que a SIC estreou recentemente.

A produção, da autoria de Aguinaldo Silva, soma uma média em torno dos 35% de rating nos três primeiros episódios. Reestreou com 35,4%, subiu para 37,1% no segundo episódio e desceu aos 34,2% no episódio de quarta-feira, mostram os dados da Kantar Ibope Media para a Grande São Paulo, cidade mais valorizada pelo mercado publicitário do Brasil. A antecessora, cuja primeira temporada terminou na última semana e só voltará ao ar depois de ultrapassado o período de quarentena, só conseguiu alcançar números desta dimensão nos últimos episódios transmitidos.

Recorda: ‘Fina Estampa’ termina com recorde na SIC

Fina Estampa, que volta ao ar nove anos depois de ter sido emitida pela primeira vez, foi o maior sucesso da década no principal horário de ficção da Globo. A trama, protagonizada por Lília Cabral, contou ainda com Christiane Torloni como a vilã Tereza Cristina e com o português Paulo Rocha no papel de par romântico da protagonista.

Em virtude do aumento do consumo televisivo, com muitos brasileiros a ficarem em casa, apesar das indicações contraditórias dadas pelo Presidente do país, quase todos os programas da estação têm visto os números subir. Salve-se Quem Puder, às 19h, tem ultrapassado os 30% de audiência média, e a repetição de Avenida Brasil, ao início da tarde, tem se aproximado dos 25%, números raros para a rubrica Vale a Pena Ver de Novo, alimentada por “reprises” de produções da emissora tupiniquim. O Jornal Nacional, mais antigo noticiário em emissão na televisão brasileira, tem sido o programa mais visto diariamente, ultrapassando a marca dos 35% de audiência média.

 

Mais Artigos
Ricardo Araújo Pereira participa nas conversas da FFMS
Ricardo Araújo Pereira em quarentena. Programa suspenso