Jogos Olímpicos
Fonte: Aflo / Shutterstock

Este não será um verão olímpico: Jogos só em 2021

O debate foi longo, mas as restrições impostas pelo coronavírus falaram mais alto. O Comité Olímpico Internacional anunciou o adiamento dos aguardados Jogos Olímpicos de 2020, uma decisão sem precedentes na história da competição desportiva.

O evento estava previsto para 24 de julho deste ano em Tóquio, contando com 11.000 atletas provenientes de mais de 200 países. A próxima edição irá ocorrer em 2021 na capital japonesa, apesar de, em gesto simbólico, manter 2020 no título.

Todos os fãs das transmissões, cujas centenas de horas de emissão são habitualmente divididas entre a RTP, nos seus vários canais, a Eurosport e a Sport TV, vão ter de aguardar mais um ano para poder acompanhar as várias modalidades em competição naquele que é o maior e mais simbólico evento desportivo do mundo.

Lê também: Covid-19. Próximos filmes da Disney podem estrear diretamente “em casa”

Numa declaração conjunta do Comité Olímpico Internacional e do Comité Organizador de Tóquio, as entidades reforçam a importância de manter a esperança em tempos difíceis, algo que a competição espera personificar.

“Os líderes concordaram que os Jogos Olímpicos em Tóquio podem manter-se firmes enquanto réstia de esperança para o mundo durante estes tempos conturbados […]. A chama olímpica pode torna-se na luz ao fundo do túnel onde o mundo permanece agora”, afirmam.

Atletas unidos por uma prova mais justa

A possibilidade de manter o evento nas mesmas datas levou a críticas dos atletas, preocupados com as problemáticas inéditas geradas pela pandemia. Questões como a desigualdade de treinos em diferentes países ou complicações nas provas de qualificação colocaram rapidamente em causa a justiça da cerimónia. A Austrália e o Canadá tinham já recusado participar na edição de 2020.

“Reconhecemos as complexidades inerentes a um adiamento, mas nada é mais importante do que a saúde e seguranças dos nossos atletas e da comunidade mundial”, segundo declarações dos Comités Olímpico e Paralímpico Canadianos.

A organização Global Athlete, movimento internacional liderado por atletas, descreve a decisão como um momento “agridoce” para todos. “Por um lado, o sonho Olímpico foi colocado em espera. Por outro, os atletas mostraram o seu poder quando trabalham juntos como coletivo”, refere.

Ainda assim, o cancelamento dos jogos esteve sempre fora de questão, cenário que, nas palavras do Comité Internacional, “não iria resolver qualquer problema ou ajudar ninguém”. Apenas as guerras mundiais levaram a tal desfecho em 1916, 1940 e 1944.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Video Music Awards
MTV Video Music Awards serão transmitidos ao vivo em agosto