Bora Lá Disney
‘Onward’, um dos novos projetos da parceria Disney-Pixar. Fonte: Divulgação Disney / Pixar

Covid-19. Próximos filmes da Disney podem estrear diretamente “em casa”

Com milhares de salas de cinema fechadas, com prejuízos milionários e os cidadãos em quarentena, a Disney está a considerar estrear alguns dos próximos filmes em streaming, sem passar pelas salas de cinemas.

O surto do novo coronavírus obrigou, juntamente com o encerramento das salas, ao cancelamento ou adiamento da estreia de mais de 300 filmes.

Uma das empresas mais afetadas com estas medidas é a Disney, que já se viu obrigada a recorrer a um empréstimo superior a cinco mil milhões de euros para continuar em funcionamento. Bora Lá, o mais recente filme da gigante da animação, foi dos mais prejudicados, uma vez que coincidiu com o aparecimento da Covid-19. A produção realizada por Dan Scalon, baseada na vida pessoal do próprio e na sua relação com o irmão teve uma queda de 72,9% no número de espectadores sete dias depois de estrear, de acordo com dados do Box Office Mojo.

Face a esta situação, o estúdio vai disponibilizar a película online para visionamentos pagos a partir deste fim-de-semana, muito mais rápido do que é habitual. A 3 de abril ficará também disponível para todos os utilizadores da plataforma de streaming Disney+. Usualmente, os grandes estúdios demoram 90 dias até disponibilizar os filmes em streaming e video-on-demand. No entanto, ponderam agora diminuir esta janela, para tentar reduzir os prejuízos causados pela pandemia Covid-19.

A plataforma de streaming Disney+ já está em funcionamento nos Estados Unidos, em alguns países da Europa e tem estreia marcada em Portugal para o verão.

Em relação a um dos filmes mais aguardados deste ano, Mulan, que conta a história de uma jovem que se disfarça de homem para poder substituir o seu pai na luta contra a invasão da China, não se sabe quando e em que mercados vai estrear. Para já, foi apenas removido da lista de lançamentos.

Outros estúdios de Hollywood também têm optado pela versão video-on-demand. O Homem Invisível, protagonizado por Elizabeth Moss, que estreou a 5 de março em Portugal, já ficou disponível online para os espectadores norte-americanos. The Way Back, protagonizado por Ben Affleck, seguirá o mesmo caminho.

Outras estreias, de maior importância comercial, como o novo 007: No Time To Die foi adiada para novembro, já o Velocidade Furiosa 9 só vai estrear em abril de 2021. A Warner Bros. garantiu que Wonder Woman 1984 vai estrear nas salas de cinema e adiou a chegada da produção para 14 de agosto nos Estados Unidos, ao invés da data original programada: 5 de junho.

Artigo publicado originalmente a 23 de março e corrigido a 25 de março.
Mais Artigos
Carolina Deslandes - Mulher
À Escuta. Carolina Deslandes lança um alerta em nome das mulheres