La Casa de Papel
Fotografia: Netflix / Divulgação

‘La Casa de Papel’. “Não fechámos completamente a quarta parte”

A estreia é no próximo mês

La Casa de Papel regressa aos ecrãs dos subscritores da Netflix no próximo dia 3 de abril e o desfecho da quarta parte da trama é explosivo, revela o criador Álex Pina em entrevista ao site espanhol Fórmula TV.

No final da terceira parte, o cenário era caótico: O Professor (Álvaro Morte) está convencido que Lisboa (Itziar Ituño) foi assassinada pela polícia, Río (Miguel Herrán) e Tokio (Úrsula Corberó) mandaram um tanque pelos ares e a vida de Nairobi (Alba Flores) está por um fio. Os novos oito episódios mostram o desfecho do assalto ao Banco de Espanha. E depois?

Estamos a trabalhar em linhas narrativas muito complicadas neste momento, a quarta temporada deixa a trama numa situação crítica. Isso obriga-nos a trabalhar muito bem, e de forma muito minuciosa, e criativamente é um grande desafio“, descreve o showrunner e produtor executivo de La Casa de Papel.

Lê também: Crítica. ‘Elite’: a fasquia estava elevada e a queda foi enorme

Queremos encontrar formas de fazer uma temporada crítica, porque a quarta deixa-nos num local vertiginoso“, acrescenta Álex Pina. Um dos motivos pelos quais a trama é agora deixada em aberto é para ter espaço para continuidade caso a série seja renovada para mais temporada – “Não fechámos completamente a quarta parte, e recolhemos um testemunho que é uma bomba atómica tremenda que acontece na temporada“, assegura.

Os novos oito episódios ficam disponíveis em simultâneo no início do próximo mês e, de acordo com o site espanhol Fórmula TV, já estão garantidas a quinta e sexta partes do enredo dos assaltantes mais populares do planeta. La Casa de Papel é a série em língua não-inglesa mais popular da Netflix e, de acordo com o mesmo site, poderá estar a ser ponderado um salto do grupo até outro país hispanofalante.

Mais Artigos
Elle Fanning é Catarina a Grande em The Great
‘The Great’ renovada para segunda temporada