Netflix
Netflix

COVID-19. Netflix cria fundo de apoio aos trabalhadores

Ted Sarandos, diretor de conteúdos da gigante do streaming mundial Netflix, anuncia em comunicado que a empresa criou um fundo de mais de 93 milhões de euros para apoiar os trabalhadores da indústria de cinema e televisão por causa da pandemia do novo coronavírus, causador da doença COVID-19.

Este domingo (22), os EUA já tem 26711 casos confirmados, sendo que 7328 são novos, e como escreve Paulo Dentinho no Público,o vírus é um agente de uma doença desconhecida e um gerador disruptivo do nosso modo de vida. Para o travarmos é necessário suspender o quotidiano, fechar países, encerrar fronteiras, parar a economia.”.

E é precisamente esta a realidade que começa acontecer nas produção de quase todas as séries e filmes da Netflix um pouco por todo o mundo: “A crise da Covid-19 é devastadora para muitas indústrias, incluindo a comunidade criativa (…) quase toda a produção de televisão e cinema já parou globalmente — deixando centenas de milhares de pessoas sem emprego. Isto vai desde eletricistas, carpinteiros, motoristas, cabeleireiros, maquilhadores e muito mais. Muitos dos quais recebem salários à hora e trabalham de acordo com o projecto. Esta comunidade tem apoiado a Netflix nos bons momentos e queremos ajudá-los nestes momentos difíceis, especialmente quando ainda os governos estão a decidir quais os apoios económicos que fornecerão.”, afirma Ted Sarandos em comunicado.

Grande parte deste fundo de mais de 90 milhões de euros terá como destino apoiar diretamente as produções já canceladas. No entanto, 15 milhões estão também destinados a ONGs que ajudam na emergência a terceiros, onde estão também trabalhadores que indirectamente trabalham para essas produções.

Por fim, e no mesmo comunicado, Sarandos disse ainda que a ajuda da Netflix não se ficará só pelo território norte-americano: “Noutras regiões, incluindo a Europa, América Latina e Ásia, onde temos uma grande presença de produção, estamos a trabalhar com as organizações existentes para criar esforços criativos semelhantes. Anunciaremos os detalhes das doações para grupos noutros países na próxima semana. O que está a acontecer é algo sem precedentes. Somos tão fortes quanto as pessoas com quem trabalhamos e a Netflix tem a sorte de poder ajudar os mais atingidos no nosso sector neste período desafiante.

O novo coronavírus já infectou 307 652 pessoas por todo o mundo e provocou a morte a 13 051 pessoas. Sendo que, do total de infetados, 95 797 pessoas já conseguiram recuperar.

Artigo publicado originalmente na Comunidade Cultura e Arte.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Elle Fanning é Catarina a Grande em The Great
‘The Great’ renovada para segunda temporada