Amor de Mãe

Audiências. ‘Amor de Mãe’ bate novo recorde

Amor de Mãe, a nova novela do final de noite na SIC, estreou no passado domingo (15) e desde então tem vindo a bater recordes de audiências. A novela foi líder do princípio ao fim esta sexta (20).

Protagonizada por Adriana Esteves, Taís Araújo e Regina Casé, a novela brasileira conta a história de uma mãe à procura de um filho desaparecido e, nos seis episódios já transmitidos, Amor de Mãe já conseguiu ser mais vista do que qualquer episódio de A Dona do Pedaço.

Ontem (20 de março), a trama da Globo conquistou a preferência de 795 mil telespectadores, resultando em 8,4% de rating e 20,7% de share. No mesmo período, o último episódio de Onde Está Elisa? era exibido, mas sem grande impacto nas audiências. A série da TVI despediu-se com 4,9% de audiência média e 13,2% de quota de mercado, batendo, ainda assim, recorde de rating da temporada. No confronto direto, a RTP1 marcou 7,7% de share, ficando em terceiro lugar.

Nas contas diárias, a SIC levou a estatueta do primeiro lugar com 18,4% de média, uma ligeira queda face ao dia anterior. Já a RTP1 roubou de assalto, novamente, o segundo lugar, aproximando-se da estação de Paço de Arcos. A 1 marcou 14,3% de média, deixando a TVI longe de qualquer aproximação com 11,7%. O canal gerido por Nuno Santos fechou os dias úteis com uma média de 11,7% de quota de mercado, bem atrás da RTP1 – com 13,4% – e da SIC, com 19,5%.

Um consumo em alta

O Estado de Emergência em que Portugal mergulhou no início desta semana – decretado pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa – colocou vários portugueses em casa, em isolamento social, para se prevenirem da pandemia do Covid-19. Para além do tráfego que se verifica na internet, que já obrigou a Netflix e o Youtube a reduzirem as qualidades de visualização para evitar problemas, também a televisão tem sentido a diferença. Em Portugal, grande parte dos programas têm batido recordes de audiências e não só os noticiários que juntam mais de 3,5 milhões de portugueses.

A SIC continua a ser o canal de preferência durante o dia, tendo juntando nesta sexta-feira – em média – mais de 538 mil telespectadores durante todo o dia. Como resultado, a estação de Paço de Arcos reuniu uma audiência média de 5,7%. Só o primeiro dia do ano teve mais espectadores em média: 6,5%. Durante toda a semana, a SIC tem vindo a registar valores próximos, números que ainda não tinham sido vistos em dias úteis durante o resto do ano.

A RTP1 tem, também, sentido a força da mudança. Habituada a uma média de 275 mil telespectadores por dia, o Primeiro Canal aproximou-se dos 400 mil ao longo desta semana, tendo ultrapassado o valor pela primeira vez este ano nesta sexta-feira, com 412 mil telespectadores – 4,4% de rating.

Já a TVI, por sua vez, não tem sentido grandes diferenças. Apesar dos fracos resultados de quota de mercado nos últimos dias, a estação de Queluz não sofreu grandes alterações no número de público diário, o que significa uma coisa: apesar de estarem mais pessoas em casa, poucas são aquelas que querem ver a TVI. Nesta sexta-feira, a TVI marcou 3,6% de audiência média, com 339 mil telespectadores, sendo que a média anual se situa nos 3,1%.

No entanto, a que se deve a queda de share das generalistas? A resposta é simples. O aumento do consumo tem sido gradual – e irá continuar a aumentar nos próximos dias – mas à medida que existem mais pessoas em casa, em percentagem, não são assim tantos que decidem abraçar as propostas da televisão nacional, sendo que a grande fatia do público se vira para os canais por cabo, cujo resultados se têm aproximado dos 40% de share.

Porém, para já, não há razão para alarme. As médias anuais seguem dentro dos valores registados em 2019, com uma queda por parte da TVI. Ao fim de oitenta dias, a SIC assegura uma média anual de 20,4% de share, seguida da TVI com 13,9% e da RTP1 com 13,1%.

Outros destaques:

‘Você na TV!’ teve um dos melhores resultados do último ano.
  • Apresentado por Manuel Luís Goucha, o Você na TV! conseguiu finalmente bater um recorde positivo. Apesar de se ter mantido no terceiro lugar, o talk-show das manhãs da TVI marcou 4,0% de rating e 12,5% de share, resultado marcado devido ao aumento do consumo. O período foi liderado, como de costume, por O Programa da Cristina, que registou também 4,0% de rating e 14,4% de share. A Praça da Alegria conseguiu também bater um novo recorde, com 4,1% de audiência média e 13,1% de quota de mercado.
  • Amor à Vida, em reposição nas tardes da SIC, foi mais vista do que qualquer novela da TVI. A produção brasileira marcou um novo recorde e registou 8,2% de audiência e 16,2% de share. Apesar disso, o período foi liderado por Portugal em Direto, da RTP1.
  • Na Corda Bamba registou um novo recorde negativo. A novela da TVI não fez mais do que 6,7% de audiência e 12,5% de share.
LÊ TAMBÉM: ‘Ver Pra Crer’ está de volta à TVI com episódios especiais

Amor de Mãe Amor de Mãe

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Octavia Spencer em Madam C. J. Walker
Crítica. ‘Self Made’: O triunfo das mulheres negras