Amor de Mãe

Audiências. ‘Amor de Mãe’ bate novo recorde

Amor de Mãe, a nova novela do final de noite na SIC, estreou no passado domingo (15) e desde então tem vindo a bater recordes de audiências. A novela foi líder do princípio ao fim esta sexta (20).

Protagonizada por Adriana Esteves, Taís Araújo e Regina Casé, a novela brasileira conta a história de uma mãe à procura de um filho desaparecido e, nos seis episódios já transmitidos, Amor de Mãe já conseguiu ser mais vista do que qualquer episódio de A Dona do Pedaço.

Ontem (20 de março), a trama da Globo conquistou a preferência de 795 mil telespectadores, resultando em 8,4% de rating e 20,7% de share. No mesmo período, o último episódio de Onde Está Elisa? era exibido, mas sem grande impacto nas audiências. A série da TVI despediu-se com 4,9% de audiência média e 13,2% de quota de mercado, batendo, ainda assim, recorde de rating da temporada. No confronto direto, a RTP1 marcou 7,7% de share, ficando em terceiro lugar.

Nas contas diárias, a SIC levou a estatueta do primeiro lugar com 18,4% de média, uma ligeira queda face ao dia anterior. Já a RTP1 roubou de assalto, novamente, o segundo lugar, aproximando-se da estação de Paço de Arcos. A 1 marcou 14,3% de média, deixando a TVI longe de qualquer aproximação com 11,7%. O canal gerido por Nuno Santos fechou os dias úteis com uma média de 11,7% de quota de mercado, bem atrás da RTP1 – com 13,4% – e da SIC, com 19,5%.

Um consumo em alta

O Estado de Emergência em que Portugal mergulhou no início desta semana – decretado pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa – colocou vários portugueses em casa, em isolamento social, para se prevenirem da pandemia do Covid-19. Para além do tráfego que se verifica na internet, que já obrigou a Netflix e o Youtube a reduzirem as qualidades de visualização para evitar problemas, também a televisão tem sentido a diferença. Em Portugal, grande parte dos programas têm batido recordes de audiências e não só os noticiários que juntam mais de 3,5 milhões de portugueses.

A SIC continua a ser o canal de preferência durante o dia, tendo juntando nesta sexta-feira – em média – mais de 538 mil telespectadores durante todo o dia. Como resultado, a estação de Paço de Arcos reuniu uma audiência média de 5,7%. Só o primeiro dia do ano teve mais espectadores em média: 6,5%. Durante toda a semana, a SIC tem vindo a registar valores próximos, números que ainda não tinham sido vistos em dias úteis durante o resto do ano.

A RTP1 tem, também, sentido a força da mudança. Habituada a uma média de 275 mil telespectadores por dia, o Primeiro Canal aproximou-se dos 400 mil ao longo desta semana, tendo ultrapassado o valor pela primeira vez este ano nesta sexta-feira, com 412 mil telespectadores – 4,4% de rating.

Já a TVI, por sua vez, não tem sentido grandes diferenças. Apesar dos fracos resultados de quota de mercado nos últimos dias, a estação de Queluz não sofreu grandes alterações no número de público diário, o que significa uma coisa: apesar de estarem mais pessoas em casa, poucas são aquelas que querem ver a TVI. Nesta sexta-feira, a TVI marcou 3,6% de audiência média, com 339 mil telespectadores, sendo que a média anual se situa nos 3,1%.

No entanto, a que se deve a queda de share das generalistas? A resposta é simples. O aumento do consumo tem sido gradual – e irá continuar a aumentar nos próximos dias – mas à medida que existem mais pessoas em casa, em percentagem, não são assim tantos que decidem abraçar as propostas da televisão nacional, sendo que a grande fatia do público se vira para os canais por cabo, cujo resultados se têm aproximado dos 40% de share.

Porém, para já, não há razão para alarme. As médias anuais seguem dentro dos valores registados em 2019, com uma queda por parte da TVI. Ao fim de oitenta dias, a SIC assegura uma média anual de 20,4% de share, seguida da TVI com 13,9% e da RTP1 com 13,1%.

Outros destaques:

‘Você na TV!’ teve um dos melhores resultados do último ano.
  • Apresentado por Manuel Luís Goucha, o Você na TV! conseguiu finalmente bater um recorde positivo. Apesar de se ter mantido no terceiro lugar, o talk-show das manhãs da TVI marcou 4,0% de rating e 12,5% de share, resultado marcado devido ao aumento do consumo. O período foi liderado, como de costume, por O Programa da Cristina, que registou também 4,0% de rating e 14,4% de share. A Praça da Alegria conseguiu também bater um novo recorde, com 4,1% de audiência média e 13,1% de quota de mercado.
  • Amor à Vida, em reposição nas tardes da SIC, foi mais vista do que qualquer novela da TVI. A produção brasileira marcou um novo recorde e registou 8,2% de audiência e 16,2% de share. Apesar disso, o período foi liderado por Portugal em Direto, da RTP1.
  • Na Corda Bamba registou um novo recorde negativo. A novela da TVI não fez mais do que 6,7% de audiência e 12,5% de share.
LÊ TAMBÉM: ‘Ver Pra Crer’ está de volta à TVI com episódios especiais

Amor de Mãe Amor de Mãe

Mais Artigos
Clara de Sousa e Ricardo Araújo Pereira sic
SIC lidera dia com Big Brother fora do top5