Foto: TV Azteca

‘Maria Madalena’ afunda e põe TVI atrás de canais de notícias

Depois de alguns dias em que dedicou todo o daytime a especiais de informação sobre o COVID-19, a TVI fez regressar na terça-feira (17) os seus talk shows, e apostou também na repetição de Maria Madalena na faixa das 18 horas.

A produção mexicana fez baixar a quota de mercado da TVI no horário para níveis anormalmente baixos, sendo batida por vários canais de cabo. Esta quinta-feira (19), a novela não foi além dos 6% de share, equivalentes a 2,7% de audiência. Maria Madalena foi vista em média por cerca de 257 mil espectadores, colocando a TVI em sexto lugar no horário.

Lê também: ‘MARIA MADALENA’ CANCELADA DEPOIS DE MAUS RESULTADOS

No confronto directo com a novela mexicana, foram cinco os canais que bateram a TVI. SIC (6,9% / 15,2%) e RTP1 (6,8% / 15,0%), com Amor à Vida e Portugal em Direto, disputaram taco a taco a liderança no horário.

Seguiu-se a CMTV (4,1% / 9,0%), a SIC Notícias (3,2% / 7,0%) e a RTP3 (2,8% / 6,2%), que dedicavam atenção às medidas anunciadas pelo Governo no âmbito do estado de emergência. A própria TVI24 esteve muito perto de ultrapassar a estação-mãe, com o Notícias 24 – 18H (2,2% / 4,7%).

A TVI voltou a deixar escapar o segundo lugar para a RTP1 na média do dia, ficando-se pelos 11,6% de share, contra 13,2% do canal do Estado. A SIC manteve-se líder destacada, com 18,8%. A CMTV e o conjunto dos canais informativos (SIC Notícias, RTP3 e TVI24) continuam em alta, somando 18% nesta quinta-feira, apenas menos três décimas que o valor recorde da véspera.

A CMTV quase repetiu o resultado histórico do dia anterior, baixando apenas uma décima para os 7,0% de share. Também a SIC Notícias continua em valores elevados, registando 4,7% de share. A RTP3 subiu o seu máximo anual para 3,1%, ficando uma décima atrás dos 3,2% da TVI24.

Fernando Mendes O preço certo

O Preço Certo bate recorde e faz tanto quanto a soma da concorrência

O concurso de final de tarde da RTP1 subiu esta quinta-feira para a sua melhor audiência do ano. O Preço Certo conseguiu uma média de 1 milhão e 247 espectadores, correspondentes a 13,2% de audiência e 24,2% de share. Às 19h57, quando era anunciado o preço da Montra Final, a RTP1 batia um pico de 16,4% de audiência.

O programa de Fernando Mendes distanciou-se da concorrência e consolidou a sua liderança no horário, ao ponto de fazer tanto quanto a soma dos programas da SIC e da TVI. Amigos Improváveis Famosos teve o seu pior share da temporada (15,7%), conseguindo uma audiência de 813 mil espectadores (8,6%).

Ao mesmo tempo, o COVID-19: Consultório da TVI tinha apenas 439 mil espectadores (4,6% / 8,5%) e também caía para o seu pior share. A soma das duas estações privadas foi portanto de 13,2% de audiência e 24,2% de share, exactamente o mesmo registo da RTP1.

Outros destaques do dia
  • Manteve-se a posição relativa dos noticiários da noite. O Jornal da Noite (16,1% / 25,9%) continuou líder, o Telejornal (13,3% / 21,2%) manteve-se na casa dos 13 pontos e o Jornal das 8 (10,0% / 16,1%) continuou em terceiro lugar.
  • O Jornal 7 somou um novo máximo anual na CMTV, sendo o programa mais visto do canal, com uma média de 374 mil espectadores (4,0% / 8,1%). Também o CM Jornal 13H (3,6% / 8,6%) bateu um novo recorde, ganhando terreno entre os noticiários da hora do almoço. O resto da tarde foi preenchida com um Notícias CM (3,4% / 9,2%) que se aproximou da liderança.
  • Toda a tarde da RTP3 esteve em máximos anuais. Destacaram-se o 3 às 15 (1,5% / 4,4%), Covid-19: Linha Direta (1,4% / 4,1%), 3 às 17 (2,8% / 7,2%) e 18/20 (2,2% / 4,3%).
Dados Live+Vosdal da GfK/CAEM, referentes a 19 de março de 2020. Os valores da RTP3 incluem TDT e cabo.
Mais Artigos
Variações Prémios Sophia
Recorda a lista completa de nomeados aos Prémios Sophia 2020