Escola Virtual e Aula Digital

Escola Virtual e Aula Digital permitem acesso gratuito a professores e alunos

São já várias as empresas que têm disponibilizado, gratuitamente, os seus serviços. O Governo Português decretou o encerramento das escolas portuguesas como uma das várias medidas de contenção da pandemia com o novo coronavírus. Agora, também a Porto Editora e a Leya decidiram dar acesso gratuito às plataformas de ensino à distância, de forma a que ninguém saia lesado.

As plataformas vão permitir aos professores e estudantes continuar o trabalho da sala de aula, através de testes, quizzes e exercícios. 

Numa altura que exige “o melhor de nós”, a equipa da Escola Virtual afirmou estar “disponível para acompanhar alunos, professores e encarregados de educação” e que “juntos, vamos conseguir superar as dificuldades”. 

Como forma de reduzir o impacto negativo da pausa letiva forçada, a Porto Editora referiu ainda que a plataforma poderá ser utilizada por docentes e educandos de qualquer ano de escolaridade (do 1.º ao 12.º anos). As medidas  são “para uma situação excecional que nos desafia, enquanto sociedade, a encontrar soluções para os problemas”, afirmou Vasco Teixeira, Administrador da Porto Editora. 

A Leya afirmou que caso os manuais adotados pelas escolas sejam da concorrência, os professores terão, na mesma, acesso ao Banco de Recursos de todos os anos e disciplinas disponíveis na Aula Digital”. Na plataforma, os estudantes poderão aceder à versão digital dos manuais, ver vídeos, animações, resumos da matéria e realizar testes interativos. 

Enquanto não for retomada a normalidade nas escolas portuguesas, a Escola Virtual irá continuar aberta de forma gratuita para todos. Durante o período de suspensão a plataforma poderá chegar aos 1,5 milhões de estudantes.

O ensino à distância levantou algumas questões por parte da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas, pois nem todos os alunos têm acesso a tablets, portáteis ou à internet. 

De recordar que o Governo de António Costa decretou a suspensão de todas as atividades letivas presenciais a partir da próxima segunda-feira (16). À semelhança das escolas, a maior parte das universidades também se encontram com as aulas suspensas e o trabalho a ocorrer remotamente, devido ao surto de COVID-19.

LÊ TAMBÉM: COVID-19: OPERADORAS DE TELECOMUNICAÇÕES OFERECEM 10GB DE INTERNET GRÁTIS
Mais Artigos
futebol plateia
Onde posso ver futebol esta semana?