Elisa Eurovisão
Fotografia: RTP / Divulgação

Eurovisão: Portugal inicia queda nas apostas após seleção de Elisa

A seleção portuguesa para o Festival Eurovisão da Canção, que acontece em maio em Roterdão, já provocou reações dos apostadores. Depois da lenta subida verificada entre a segunda semifinal e a final, as expectativas voltaram a baixar com a escolha de Elisa.

Perante a eleição de Medo de Sentir, que ficou em segundo lugar na votação do público e do júri, as odds da canção nacional têm estado a aumentar e as perspetivas de classificação degradaram-se do 28.º para o 33.º lugar, uma queda de cinco lugares em 12 horas.

Portugal sobe ao palco pela primeira vez a 14 de maio, na segunda semifinal do evento, e terá de conseguir ficar entre as 10 primeiras classificadas da eliminatória para marcar presença na Grande Final, no dia 16.

Em 2019, com Conan Osiris, Portugal ficou arredado da última fase da competição. Nas últimas 10 participações, o nosso país só conseguiu o apuramento para a final em cinco ocasiões, sendo que uma delas foi porque era o país anfitrião, em 2018.

Lê também: Festival da Canção 2020: A nova versão de Telemóveis de Conan Osiris

Elisa foi a última representante a ser escolhida para o certame europeu e, neste momento, já todos os países escolheram os seus participantes. Faltam conhecer, no entanto, as músicas do Azerbaijão, Macedónia do Norte, Malta e San Marino.

Este ano são 41 os participantes no Festival Eurovisão da Canção e, para já, as preferências são lideradas pela Islândia, Lituânia e Suíça. No caso das duas primeiras, caso consigam ganhar nos Países Baixos, vão conquistar as suas primeiras vitórias de sempre no maior evento de música do mundo.