mulan covid-19

COVID-19. Como é que o Hollywood está a reagir ao novo coronavírus?

As produtoras de Hollywood continuam a ponderar o que farão relativamente às estreias dos próximos meses, devido às condições de segurança comprometidas pelo surto do COVID-19, o novo coronavírus.

Prevê-se que as bilheteiras internacionais sofram um decréscimo de pelo menos 30% graças à epidemia que atinge países que representam grandes fatias do mercado para a indústria cinematográfica, como a China, Inglaterra e Itália.

Uma das consequências do vírus que se espalhou pelo globo foi o adiamento de ‘007: No Time To Die’ por parte da produtora da saga, a MGM. Inicialmente marcada para 10 de abril, a estreia foi reagendada para 25 de novembro.

Enquanto os executivos tentam avaliar o impacto que o surto de COVID-19 terá na ida às bilheteiras globais, a verdade é que, por agora, estima-se que o novo filme de Daniel Craig vá ter um prejuízo de 50 milhões de euros.

Quais as estreias que podem ser afetadas?

Mulan

Agendada para o dia 27 de março, a Disney vai estrear a live-action de Mulan e, apesar de a distribuidora garantir que a data de estreia não se vai alterar nos Estados Unidos, em outros países o mesmo poderá não acontecer.

Avengers_Black_Widow
Viúva Negra

Viúva Negra, que se prevê ser um dos próximos grandes sucessos deste ano, é o mais recente filme do universo da Marvel e tem data de lançamento marcada para 1 de maio.

Os produtores temem que, se adiado, o prejuízo dos lucros possam atingir centenas de milhões de dólares e, por essa razão, estão a fazer os possíveis para que tudo se mantenha como previsto.

Velocidade Furiosa 7 Carros
‘Velocidade Furiosa’

Quanto à produtora Universal, Velocidade Furiosa 9 tem estreia marcada para 22 de maio e será o nono filme deste franchise. Em entrevista à BBC News, a editora adjunta da Screen International, Louise Tutt, assegura que “todos os estúdios e distribuidoras estão a monitorizar constantemente a situação caso seja preciso tomar medidas”.

Um Lugar Silencioso
Um Lugar Silencioso

Em relação à Paramount, a sequela de Um Lugar Silencioso chega aos cinemas no dia 20 de março mas, até ao momento, não está prevista qualquer tipo de alteração no calendário de sessões mundiais.

As consequências dos adiamentos

Para os filmes que já estão a ser enviados para os cinemas e gastaram milhões de euros com campanhas publicitárias, é demasiado tarde para voltar atrás sem prejuízos exorbitantes.

Outra dificuldade a ser enfrentada em Hollywood é a dificuldade na mudança das datas dos filmes, já que estas são definidas pelas produtoras com meses de antecedência para evitar sobreposições.

Assim, se um filme atrasar a sua estreia, isso criará uma lista de problemas que afetará fortemente o retorno esperado em receitas de bilheteira. Vários lançamentos foram adiados na China, como Mulherzinhas, 1917 e Jojo Rabbit, alguns dos filmes nomeados para os Óscares 2020.

Desde que o surto começou, em janeiro, 70 mil salas de cinemas foram fechadas no Japão, Coreia do Sul e Itália para impedir a propagação do COVID-19, o novo coronavírus.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
João Villaret
Quem foi João Villaret, figura incontornável do teatro português?