Cristina Ferreira / João Baião SIC
Fotografia: Daily Cristina

SIC. Custos de grelha baixaram, mesmo com contratações “milionárias”

Francisco Pedro Balsemão recusa rótulos de despesismo e põe a tónica no rigor nas contas da SIC, em entrevista ao Público publicada esta terça (18). Anuncia que mesmo tendo contratado Cristina Ferreira, os custos de grelha do canal baixaram de 2018 para 2019.

Quando questionado sobre se tinha valido a pena o investimento feito para a contratação da apresentadora, o gestor explicou que, de um ano para o outro, a SIC não aumentou os custos com a programação. “Até foram ligeiramente inferiores, e isso inclui os custos com a Cristina Ferreira, o que significa que conseguimos acomodar esses custos“, defende.

O truque para a poupança está, segundo o CEO, em “alterações muito deliberadas e estruturais à grelha” feitas no final de 2018, mas também na renegociação de contratos com fornecedores e parceiros. Estes ajustes permitiram, depois, fazer investimentos na grelha “como o programa da Júlia [Pinheiro], o Casados à Primeira Vista, A Rede da Conceição Lino“.

SIC nega despesismo

A política intensiva de contratações, que trouxe também Ricardo Araújo Pereira e Alexandra Lencastre para Paço de Arcos é explicada como um reforço dos “elementos adequados” para a estratégia dos canais.

Em relação às estrelas ou caras mais conhecidas, são quem tem uma ligação mais directa às pessoas que as vêem no ecrã. São pessoas que, pelo talento e valor que trazem, queremos ter connosco e que servem esta nossa estratégia multiplataforma“, argumenta.

Mas volta a pôr cautela nas palavras: “Não vamos perder a cabeça e entrar em loucuras“. Acusa alguns órgãos de comunicação de estarem a passar a imagem de que na Impresa são “muito despesistas”, o que nega.

Não comentamos as nossas políticas salariais, nem os valores pelos quais trazemos as pessoas. (…) No caso do Ricardo Araújo Pereira, perguntaram-nos directamente e nós dissemos que não era verdade o valor que tinham. Mesmo assim, a notícia foi veiculada [no Correio da Manhã]. Isto tem o propósito de nos colar a uma imagem de despesismo, quando nós fazemos o oposto.

No entanto, o gestor não nega que o anúncio, em agosto de 2018, da transferência de Cristina Ferreiragerou uma motivação” no grupo e que o sucesso que a apresentadora tem feito desde janeiro de 2019 a faz “estratégica” no contexto da empresa.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Maria Flor Pedroso (RTP) no Parlamento. Caso Sextas às 9.
Sexta às 9. ERC diz que não houve “pressões políticas” e recomenda clarificar “linha hierárquica” na RTP