Cristina Ferreira SIC Notícias
Fotografia: Reprodução

Balsemão. CMTV “não é canal informativo” e não se compara com a SIC Notícias

Francisco Pedro Balsemão, CEO da Impresa, detalha esta terça (18) em entrevista ao Público qual o plano da SIC para combater a Cofina, que passará a incluir TVI e CMTV num futuro muito próximo.

Nós estamos tão atentos à TVI e CMTV como estamos atentos à Netflix e à HBO“, começa por explicar. Logo a seguir defende que, para combater um concorrente “de modelo CMTV“, como é definido pelas entrevistadores, “os conteúdos têm que ter mais qualidade, ser mais premium, em que há rigor informativo acima de tudo“.

Lê também: A TVI decidiu pagar 7,5 milhões pelo Euro, mas a SIC não entra “em loucuras”, diz Balsemão

Falando no caso da CMTV, o rigor informativo é aquele a que damos mais valor (… ) é por aí que temos que nos distinguir sempre“, continua. Balsemão chama ainda a atenção para o facto de a CMTV não ser “um canal informativo“.

O responsável máximo da Impresa define o canal da Cofina como “um canal generalista que tem um cunho informativo e que não se pode comparar com a SIC Notícias“. “Nós não damos futebol, não damos hóquei, nem andebol, não temos daytime na SIC Notícias de manhã, não temos filmes a partir da meia-noite“, sustenta.

A CMTV, líder na televisão paga portuguesa, transmite vários noticiários ao longo do dia, mas tem na programação elementos tão diversos como telenovelas, filmes eróticos, programas de apanhados ou mesmo relatos, ao minuto, de jogos de futebol transmitidos por outros canais televisivos.

Mais Artigos
International Booker Prize 2020: shortlist anunciada esta quinta-feira