Após o fim da terceira temporada de Pesadelo na Cozinha, a TVI quis fazer render o peixe e apostou em dois episódios especiais com uma retrospetiva dos restaurantes visitados por Ljubomir Stanisic, mas o público não mostrou o mesmo interesse.

Depois de na semana passada ter caído do primeiro para o terceiro lugar no horário, o especial Pesadelo do Chef voltou a cair e perdeu cerca de 150 mil espectadores face ao domingo anterior. O programa foi visto em média por 751 mil pessoas, o correspondente a 7,9% de audiência e 16,5% de share, e ficou sempre atrás da RTP1 e da SIC.

A queda é ainda mais notória quando se compara com o último episódio da terceira temporada de Pesadelo na Cozinha, que foi visto em média por 1 milhão e 281 mil espectadores no dia 26 de janeiro. A TVI perdeu cerca de 530 mil espectadores ao domingo à noite no espaço de duas semanas.

A Máscara viu a sua liderança reforçada neste domingo, com 13,3% de audiência e 26,8% de share. O programa de João Manzarra foi o mais visto do dia, com 1 milhão e 258 mil espectadores.

Lê também: A Máscara: A ‘Pantera’ tem talento de família

O Got Talent Portugal teve um ligeiro recuo face à semana anterior mas consolidou o segundo lugar no horário, com 10,2% de audiência e 21,1% de share. O programa de Sílvia Alberto foi visto em média por 964 mil espectadores, tendo superado a SIC no intervalo de A Máscara e no início do Levanta-te e Ri.

Com o horário nobre reforçado, a SIC distanciou-se da TVI também aos domingos. A estação da Impresa teve uma média diária de 19,6%, contra 16% da Quatro e 11,8% da RTP1. A nova temporada de Dança com as Estrelas é a carta na manga da TVI para recuperar os domingos, com estreia marcada para dia 16.

59 mil ficaram acordados para ver os Óscares

À semelhança do ano passado, os Óscares voltaram a ser transmitidos em exclusivo na Fox e no Fox Movies. A emissão começou às 23h30, com a transmissão da passadeira vermelha, seguida pela cerimónia a partir da 1h.

A red carpet foi vista em média por 87 mil espectadores nos dois canais, somando 0,9% de audiência e 3,8% de share. Cerca de 58 mil (0,6% / 2,5%) estiveram sintonizados na Fox, enquanto 29 mil (0,3% / 1,3%) preferiram a versão original sem comentários em português na Fox Movies. Às 23h44 registou-se um pico de 119 mil espectadores a ver os dois canais.

A partir da 1h, foram menos os resistentes que ficaram à frente da televisão para ver a cerimónia, mas a quota de mercado foi subindo ao longo da noite. Na média até às 2h30, a hora que marca o fim do dia na medição de audiências, os Óscares tiveram uma média de 59 mil espectadores, com 0,6% de audiência e 6,3% de share. Perto de 39 mil espectadores (0,4% / 4,2%) viram na Fox, enquanto 20 mil (0,2% / 2,1%) optaram pela Fox Movies.

Na média de todo o dia, a Fox registou 1,8% de share e o Fox Movies obteve 1%. Os dados referentes ao resto da gala, após as 2h30, só serão divulgados pela GfK nesta terça-feira.

Outros destaques do dia
  • O Telejornal caiu para o pior resultado do ano, com apenas 553 mil espectadores (5,8% de audiência) e 11,2% de share. Em sentido inverso, o Jornal da Noite (13,0% / 24,7%) teve um dos melhores resultados do ano e foi o segundo programa mais visto do dia. O Jornal das 8 (10,1% / 19,1%) foi o melhor programa da TVI, ocupando o segundo lugar no horário.
  • O Levanta-te e Ri, transmitido em direto de Tomar, liderou em média no final de noite deste domingo, com 330 mil espectadores (3,5% / 16,3%).
  • Somos Portugal (7,5% / 20,0%) voltou a ser líder durante quase toda a tarde, perdendo apenas para o Fama Show (7,7% / 22,9%). Ao final da tarde, o Não há Crise! (9,3% / 18,8%) aproximou-se da TVI e teve a melhor audiência do ano.
  • O dérbi entre Sporting e Benfica melhorou os valores da Liga Placard de futsal na RTP1. O jogo foi visto por 344 mil espectadores (3,6% / 11,4%) e teve o melhor registo do ano.
Dados Live+Vosdal da GfK referentes a 9 de fevereiro de 2020. Os dados referentes à Fox Fox Movies são médias brutas de períodos horários, incluindo intervalos comerciais.