Tom Hanks em Tom Hanks em A Beautiful Day In The Neighborhood

‘A Beautiful Day In The Neighborhood’: quando o doce vence o amargo

A Beautiful Day In The Neighborhood, filme realizado por Marielle Heller com o argumento de Micah Fitzerman-Blue e Noah Harpster, conta uma história baseada em eventos reais que constitui um filme aclamado pela crítica. Ainda mais, conta com Tom Hanks, que está nomeado para o Óscar de Melhor Ator Secundário.

A estrela de Hollywood interpreta Fred Rogers, um antigo apresentador televisivo na PBS durante décadas. Mister Rodger’s Neighborhood era o nome do programa, e foi inegavelmente impactante na juventude americana, de uma forma ou de outra. Dizer que Hanks conseguiu representar o “bom velho” Rodgers traço por traço ainda é desvalorizar o trabalho genial do mesmo.

A autenticidade e a exatidão na caracterização de Fred Rogers é um ponto interessante, que torna o filme ainda mais imersivo. Foi utilizado o mesmo cenário e iluminação do antigo programa para a produção do filme. Ainda mais, o visual da longa-metragem brinca com a estética de um programa de televisão dos anos de 1970, como uma estética negra que representa o realismo por trás das câmaras.

A história de A Beautiful Day In The Neighborhood foca-se em Lloyd Vogel, interpretado por Matthew Rhys (que, surpreendentemente, consegue esconder o seu sotaque galês no filme). O protagonista vê-se obrigado a escrever um artigo sobre Mr. Rodgers e seu trabalho, encontrando-se confuso mas interessado pela natureza pouco típica do mesmo. O protagonista vê-se assim confrontado pelo otimismo que rodeia o apresentador, um total contraste da sua filosofia de vida.

LÊ TAMBÉM: MOONLIGHT VS LA LA LAND: O CHOQUE DE 2017 PODE PREVER A VITÓRIA DE 2020

A história do filme flui de forma perfeita. A Beautiful Day In The Neighborhood é, sem dúvidas, uma experiência “feel good” para o espetador, típico de qualquer programa televisivo para crianças. É até discutível considerar o filme nada mais que um episódio do antigo programa, só que para adultos.

Tom Hanks em A Beautiful Day In The Neighborhood
Tom Hanks em ‘A Beautiful Day In The Neighborhood’

Apesar disso, a duração do filme faz da história um pouco parada para o espetador. Temos a apresentação de novas personagens que não têm qualquer impacto senão existirem para manter o filme fiel à realidade.

Na atualidade da indústria cinematográfica, é mais que típico ver filmes que seguem uma linha biográfica. Caso de Rocket ManBohemian Rhapsody e até o próprio Variações. É aí que o filme se destaca. Apesar de ser focado numa figura televisiva emblemática dos EUA, é apenas a sua “aura” que prevalece. O desenvolvimento todo do filme cai nos ombros do protagonista e leva-nos a uma autêntica viagem de drama e conflitos por serem resolvidos, mas sempre com a tal “aura” a influenciar tudo.

Com uma história sólida, bases extraordinárias para a produção de um argumento incrível, e um elenco que demorou anos a formar, é justo afirmar o sucesso que este filme foi. É um filme para (quase) toda a família, que deixa-nos de coração a derreter e com uma perspetiva diferente quando olhamos para o nosso dia-a-dia. No final, aprendemos o que Mr.Rodgers sempre quis ensinar-nos: não podemos ter medo de partilhar os nossos sentimentos.

A Beautiful Day In The Neighborhood, ou Um Amigo Extraordinárioestreou-se esta quinta-feira (6) nos cinemas portugueses.

Reader Rating0 Votes
0
8.5
Mais Artigos
Dylan O'Brien
Dylan O’Brien poderá ser o protagonista em novo filme sobre a Guerra do Vietname