Filipe Sambado
Fotografia: Raquel Serra

Filipe Sambado cancela concerto no Hard Club em protesto contra iniciativa do Chega

O cantor e compositor Filipe Sambado cancelou o concerto que tinha agendado para o dia 14 de fevereiro no Hard Club, no Porto, devido a este espaço ter recebido um encontro do partido político Chega. O espetáculo realizar-se-á agora no Maus Hábitos, também na cidade Invicta.

Num comunicado assinado pelo artista e pela promotora Maternidade, com que trabalha, é explicado que “O Filipe, a sua banda e a Maternidade não se podem mostrar coniventes com um espaço que, se permite a compactuar com um encontro de ideologia de extrema direita, contando com membros que manifestam uma agenda e um programa racista, xenófobo, homofóbico, transfóbico, misógino e tantos outros adjetivos depreciativos de opressão e intolerância, contra os quais nos posicionamos, expressamos e lutamos“.

Lê também: Festival da Canção 2020: Ouve as canções desta edição

Neste encontro da força política, que conta com elementos na sua direção política que fizeram parte de movimentos neo-nazis, foi visto pelo menos um participante a fazer a saudação fascista durante o hino nacional. A iniciativa aconteceu no dia 24 de janeiro na Sala 1 do Hard Club, no Mercado Ferreira Borges.

Filipe Sambado e a equipa agradecem ainda ao Maus Hábitos “pelo apoio, celeridade e profissionalismo com que trataram este assunto de forma a garantir a viabilidade deste concerto num novo espaço“.

O cantor é um dos participantes no Festival da Canção 2020. Participa com Gerbera Amarela do Sul na primeira semifinal do concurso, que vai escolher o representante português na Eurovisão 2020, em Roterdão.

Mais Artigos
Gamer Sapiens
‘Gamer Sapiens’. A nova série documental que une a História aos videojogos