Segundo os resultados divulgados pela Netflix, The Witcher poderá ter a primeira temporada com mais visualizações do serviço quatro semanas após a estreia. Esta já soma 76 milhões de visualizações e prevê-se que o número suba. Devido a este sucesso, a franquia tem beneficiado com um crescimento nas vendas dos seus livros e videojogos.

Apesar de obter estes resultados, a plataforma de streaming referiu ainda algumas das modificações que fez quanto à contabilização de visualizações. Isto leva que os resultados da série sejam influenciados por essa modificação.

Uma visualização passa a ser marcada após 2 minutos de um episódio. A Netflix explica que a “nova metodologia é semelhante à do BBC iPlayer nos seus rankings baseados em ‘pedidos’ por este título”, também seria como “os mais populares da The New York Times, onde inclui aqueles que abriram o artigo”, cita o Hollywood Reporter. O Youtube e sua métrica quanto às visualizações também foi mencionado no mesmo comunicado, que revela os resultados da plataforma relativamente ao quarto trimestre.

“Desta forma, curtas e longas metragens são tratadas de forma igual, nivelando o campo para todo o tipo de conteúdo, incluindo conteúdo interativo que não tem uma duração fixa”, acrescentaram.

A antiga metodologia adotada pelo serviço consistia em esperar que o visualizador visse 70% de um episódio para contabilizar uma visualização.

Depois da mudança, o número de visualizações tem subido 35%. Exemplo dado é a minissérie documental Our Planet, que teve uma subida de 12 milhões de visualizações comparativamente à métrica utilizada antes.

Outro exemplo visível é o novo filme de Michael Bay, 6 Underground, que recebeu 83 milhões de visualizações nas suas quatro primeiras semanas. Sendo assim, a produção fica, do lado dos filmes, na mesma posição que The Witcher quando avaliados estes resultados. Apesar disso, Bird Box, protagonizado por Sandra Bullock, mantém-se como o filme original da Netflix com maior audiência.

LÊ TAMBÉM: REMAKE CGI DO PRIMEIRO FILME DE POKÉMON CHEGA À NETFLIX