Zé Conta-me Como Foi
Fotografia: RTP / Divulgação

Conta-me Como Foi: Luta contra as drogas chega à série da RTP

No episódio deste sábado (4) da série Conta-me Como Foi entra em cena uma das problemáticas com a qual os portugueses tiveram de lidar nos anos 80 – as drogas.

De acordo com a sinopse enviada pela RTP, “na década de 80 foram raras as famílias que não tiveram de lidar diretamente com o flagelo da droga“, dado que Portugal se tornou na altura “numa das portas de entrada do narcotráfico na Europa e muitos foram os jovens que ficaram agarrados ao vício da heroína e tentavam por todos os meios arranjar dinheiro para a próxima dose“.

Esse é o caso de Emídio (Tiago Delfino), que Carlos (Luís Ganito) encontrou a pedir numa estação de comboios. Depois desse acontecimento, o protagonista da história leva o amigo de infância para sua casa, para o ajudar a recuperar.

No dia 25 de abril de 1984, na casa da Família Lopes, todos comentam o problema das drogas. Margarida (Rita Blanco) prefere mudar de assunto e relembra que faz 10 anos que se mudaram para aquela casa. Carlos diz aos pais que têm Emídio a viver lá em casa. Margarida diz que ele é drogado e que por isso têm razão para estarem preocupados.

Também neste episódio, Luís (Marcello Urgeghe) revela ao amigo (Rui Melo) que é homossexual, para choque deste último. Toni (Fernando Pires) é retido pela polícia para interrogatório. É lhe mostrada uma fotografia com Mário e perguntam-lhe o que fazia a conversar com um terrorista.

Vê aqui algumas fotos do quinto episódio da sexta temporada de Conta-me Como Foi:

 

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Cristina Ferreira apresenta All Together Now.
‘All Together Now’. O entretenimento em grande escala