Conta-me Como Foi - Carlitos e Paula
Fotografia: RTP / Divulgação

Conta-me Como Foi é o programa de ficção mais visto do RTP Play

A nova temporada de Conta-me Como Foi tem levado mais público ao RTP Play e a série já é o produto de ficção mais visto da plataforma, que sofreu uma renovação nos últimos meses.

De acordo com dados cedidos pela estação pública, os episódios da sexta temporada, que arrancou no início de dezembro, foram vistos mais de 60 mil vezes pelos utilizadores da aplicação entre os dias 7 e 19. Com mais audiência, só mesmo o The Voice Portugal.

Estes números vêm juntar-se assim ao registo de mais de 80 mil telespectadores que viram o primeiro episódio de Conta-me Como Foi na semana seguinte à sua transmissão, um número mais elevado do que o habitual para a estação pública, que só teve um programa com mais de 60 mil espectadores em diferido durante todo o mês de novembro.

José Fragoso, diretor de programas, explica que os bons resultados têm a ver com o trabalho feito pelo canal: “Quando trabalhamos, trabalhamos nesse combinado da oferta linear vs. não linear“.

O responsável adianta ainda que esta é “uma aposta consistente com resultados crescentes“, realçando que “as alterações que se introduziram no desenho do RTP Play, que são alterações muito recentes, também ajudam bastante à portabilidade que tem hoje o RTP Play“.

O diretor de programas, recentemente também indigitado diretor de informação, destaca que “a nova configuração gráfica e estética do RTP Play é completamente inovadora em Portugal“, realçando que o canal estatal entende hoje “essa capacidade que o Play tem de multiplicar o número de espectadores em relação à emissão linear“.

No episódio deste sábado (21), Conta-me Como Foi cativou 603 mil espectadores de audiência média, o melhor resultado desde que estreou. Não são ainda conhecidos os dados da audiência das gravações do segundo episódio, que serão publicados esta segunda (23).

Em 2021, medição de audiências vai contar com o digital

A revista Meios e Publicidade adianta que em 2021 entrará em vigor um novo modelo de medição de audiências, que contabilizará também os números conseguidos pelos canais através da plataformas digitais, como o YouTube, o RTP Play ou outros modelos de streaming.

José Fragoso rtp
Fotografia: Pedro Pina / RTP

José Fragoso considera “importante, sobretudo para quem faz televisão, saber quantas pessoas é que estão a ver em cada uma das plataformas“. No entanto, realça que grande parte dos espectadores ainda vêem os programas na televisão – “as pessoas dividem-se um pouco entre a oferta linear e não-linear no ecrã de televisão, e só depois vêem aqueles que vêm nos laptops e pc’s e, com uma percentagem muito baixa, nos telemóveis“.

[A nova medição] é uma tendência de futuro, já existe noutros países europeus, existe noutros países fora da Europa e obrigatoriamente Portugal também terá de avançar nesse sentido“, defende o responsável pela programação da RTP1.

 

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Lady Justice
14 anos da Lei da Paridade: o que mudou?