Sílvia Alberto apresenta Got Talent na RTP
Fotografia: Pedro Pina / RTP

Ser mãe e estar a solo no Got Talent é um desafio adicional? Sílvia Alberto responde

Sílvia Alberto revela, em declarações ao Espalha-Factos, que ser mãe e estar sozinha na condução do Got Talent Portugalnão é um desafio adicional“. O motivo para isso está relacionado com a própria estação: “a RTP, a Fremantle e o José Fragoso são pessoas como uma orientação para a questão da maternidade muito grande“.

A apresentadora conta que, este ano, o canal público a tem desafiado apenas “pontualmente“, para “projetos muito específicos“, o que lhe deu tempo para se organizar. “Eu sou uma privilegiada nesse sentido, porque há muitas mulheres que voltam a trabalhar das nove às seis, ou se calhar até com horários mais alargados, imediatamente, ao fim de quatro ou seis meses“, relembra Sílvia.

Este ano foi um ano em que eu pude gerir a minha vida, tendo alguns projetos em televisão, que os tive, logo a seguir à maternidade, mas com muita ajuda deles. Só posso estar agradecida essa compreensão“, sublinha.

A apresentadora ficou muito contente por voltar ao Got Talent, que regressa a 9 de janeiro à antena da RTP1. “Foi muito bom voltar. Tenho pena de não fazer o programa com o Pedro Fernandes, porque gostava muito da dupla e diverti-me imenso com ele, mas adorei fazer sozinha, porque também sou uma apresentadora a solo e também estou habituada ao palco a solo, não me sinto fragilizada por agarrá-lo sozinha“, esclarece.

Sílvia Alberto acrescenta ainda que o regresso como única apresentadora do formato “é um desafio bom“. “Faz-me sentir bem, eu divirto-me imenso a fazer este papel, tentei fazer umas stories das audições para vocês acompanharem e acho que deu para perceber que foi mesmo bom”, relembra.

A apresentadora revelou ainda, em declarações ao Espalha-Factos, que a nova edição vai ter mais galas, com dois meses em direto, o que representa um maior investimento da estação, algo que a deixou muito feliz.

A experiência mais bonita da vida de uma mulher

Sílvia Alberto RTP
Fotografia: Pedro Pina / RTP

A vida é radicalmente diferente e nada daquilo que eu tinha projetado estava sequer próximo do quão transformador é para a vida de uma pessoa. Curiosamente é também a experiência mais bonita da vida de uma mulher”, refere Sílvia Alberto acerca dos desafios de ser mãe.

Relativamente às coisas que aprendeu no primeiro ano de maternidade, diz entre risos que “a independência era uma coisa extraordinária”. “Já me tinham avisado, eu não sabia que ia perder totalmente a minha independência, só ia viajar daqui a um tempo – ‘entre os três e os seis é bom, ainda não vão à escola, mas já não têm fraldas'”, relata.

Além disso, destaca ainda ter aprendido “que nunca estamos cansados demais, que conseguimos sempre fazer mais qualquer coisa e que o nosso instinto é fortíssimo e é nele que devemos confiar mais“.

 

 

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Recrutamento Janeiro 2021
Podcasts e Redes Sociais: Espalha-Factos abre novo recrutamento