Frozen 2 vem a provar-se como uma sequela bem-sucedida, ao atingir números bilionários em menos de um mês desde a estreia. Foi registada este sábado (14) a marca de mil milhões de dólares (aproximadamente 900 milhões de euros) em receitas de bilheteira a nível global. A sequela ultrapassa assim o primeiro filme, que demorou 15 semanas para atingir esse valor.

No entanto, o número tem grandes possibilidades de subir ainda mais após a estreia, a 2 de janeiro de 2020, no Brasil. O país é um mercado de grande consumo cinematográfico e pode fazer grande diferença nas contas.

Desde a estreia, a continuação das aventuras de ElsaAnna teve um impacto maior do que a primeira longa-metragem. Em comparação, Frozen 2 teve um lançamento com receitas 246% superiores às de Frozen.

Lê também: Este calendário do Advento dá-te descontos diários no cinema até ao Natal

O filme de Jennifer Lee e Chris Buck entra assim na lista de recordes dos filmes de animação da Disney, ao ser o terceiro filme a atingir a marca bilionária da produtora, mas também na da animação em geral, ao ter a sétima maior estreia de todos os tempos.

Não é o primeiro filme da Disney a atingir estes valores em 2019. Toy Story 4, Vingadores: EndgameO Rei Leão são alguns dos filmes que chegaram a esses mesmos valores. Isto sem lembrar que Star Wars: A Ascensão de Skywalker está para estrear esta quinta-feira, sendo uma possível adição à lista.