Last Christmas
Fotografia: Divulgação

Last Christmas: Sim, Emilia Clarke, ao pé disto o fim de Game of Thrones até parece bom

Reader Rating4 Votes
5.1
2

Estreou esta quinta-feira (5), aquele que prometia ser o novo clássico da época natalícia. Chama-se Last Christmas e é protagonizado pela carismática e talentosa Emilia Clarke, que de rainha dos dragões passa ao papel de elfo. Mais ou menos.

Faço desde já uma declaração de intenções: Admito que sou facilmente persuadido por planos emoldurados por luzinhas a piscar e por filmes com fotografia em tons quentes, lareiras a crepitar e mensagens lamechas desta época tão familiar. Por isso mesmo, fui ao cinema com vontade de gostar deste filme.

Last Christmas começa por anunciar, logo aos primeiros minutos, a sua inspiração em George Michael, definido como um génio incompreendido pela protagonista Katarina (que quer que lhe chamem Kate e é uma grande fã do cantor). Não entendemos qual é a correspondência desta afirmação com a realidade, tendo em conta o sucesso planetário do britânico. Mas além de dizer que se inspira no cantor e compositor, o filme não faz mais nada a não ser inserir, de forma avulsa, temas dele na banda sonora.

Emilia Clarke segura com firmeza, e com o carisma que lhe é reconhecido, um papel principal que não é fácil, dado que Kate não é a protagonista com as qualidades mais evidentes. Egoísta, sempre centrada nos seus próprios problemas, com dificuldade em pôr-se no lugar dos outros. O filme acaba, como não podia deixar de ser, por avançar para um rumo de redenção, em que a protagonista tenta corrigir os seus próprios erros e tirar partido da vida.

Katarina, filha de uma família jugoslava que fugiu à guerra rumo ao Reino Unido, teve de passar por um transplante de coração para sobreviver. E, de alguma forma, a atenção excessiva da família acabou por torná-la cada vez mais sequiosa por atenção e incapaz de resolver os seus próprios problemas. Até que, no meio dos seus dias a trabalhar numa loja de enfeites e brinquedos de Natal disfarçada de elfo, aparece Tom (Henry Golding). E é neste charmoso asiático que vai tropeçar em vários momentos de angústia e dúvida. É como se fosse um grilo falante com interesse amoroso, que funciona como uma voz extra de consciência para a personagem principal encontrar um rumo mais saudável. Nada paternalista, portanto. Ah, e se viram You, da Netflix, também devem ter achado que ele aparecer em todo o lado “por sorte” era ligeiramente perturbador.

Last Christmas
Fotografia: Divulgação

As aparições inesperadas não se ficam por aqui e também aparecem, a espaços, no guião. Tiradas a despropósito sobre o Brexit, com o pretexto da protagonista ser oriunda de uma família de imigrantes e lidar mal com o seu próprio património cultural, bem como referências ao valor alto das rendas em Londres são atiradas à maluca para dentro do filme, mas daí não advém nenhuma consequência ou debate. Deve ser só mesmo para dizer que o filme é sensível socialmente e entende o que se passa em 2019.

Last Christmas é, no seu todo, uma obra que parece ser só para dizer que sim, que se fez um filme de Natal. Tem orçamento maior do que aqueles filmes da Hallmark que andam a passar no Fox Life, e isso nota-se, pela qualidade da realização, pela beleza dos planos ou por ter atores como Emma Thompson no elenco. A atriz, que também assina o argumento, oferece alguns dos momentos mais hilariantes da película, apesar de ter uma personagem que é só uma caricatura.

[alert type=red ]O próximo parágrafo contém spoilers.[/alert]

Contudo, quem espera sair do cinema de coração cheio, com mais uma história de Natal que conforte, não me parece que vá sair muito satisfeito. Last Christmas olha para os defeitos e para as falhas humanas de forma superficial, e em vez de mostrar uma personagem que aprende com os próprios erros e que supera as suas próprias dúvidas e demónios, oferece-nos um panorama cheio de frases inspiracionais e lições de vida… de um morto. Sim, esse plot-twist que me fez corar de vergonha alheia, rir nervosamente e querer abandonar a sala.

Last Christmas
Fotografia: Divulgação

Título original: Last Christmas
Realização: Paul Feig
Argumento: George Michael, Emma Thompson, Greg Wise
Elenco: Emilia Clarke, Emma Thompson, Henry Golding
Género: Comédia, Romance
Duração: 103 minutos

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Christopher Nolan
Christopher Nolan pede ajuda para salvar os cinemas: “É uma parte vital da vida social”