A estação de Paço de Arcos começou este domingo (1) a promover a sua nova grande aposta no mundo do entretenimento. The Masked Singer foi o formato escolhido por Daniel Oliveira e é um fenómeno mundial.

Baseado num original sul-coreano, The Masked Singer põe vários famosos à prova numa competição onde o anonimato é a chave do programa. O programa que tem sido um grande fenómeno por todo o mundo, em especial nos Estados Unidos, cuja apresentação ficou a cargo de Nick Cannon, coloca os famosos mascarados da cabeça aos pés, de forma a ocultar as suas identidades, enquanto competem uns contra aos outros num jogo onde tudo o que importa é somente a voz.

Nenhum dos participantes sabe com quem está a concorrer e os telespectadores também desconhecem a pessoa que está por detrás das atuações, a não ser que consigam desvendar a quem pertence a voz que a máscara esconde.

Todas as semanas, um dos concorrentes é expulso do talent-show e revela a sua identidade ao júri, ao apresentador e ao público, sendo o momento mais aguardados ao longo de cada episódio.

Nos Estados Unidos, o formato é exibido pela FOX e foi, durante o ano passado, o programa líder nas noites de quarta-feira na televisão norte-americana. The Masked Singer fechou com uma média de 2.6 de rating no target dos 18 aos 49 anos, o mais importante no mercado norte-americano, ultrapassando concorrentes como Chicago Med, Survivor e Riverdale.

Ainda não existem pormenores sobre a edição portuguesa, mas deverá ser o formato que fará frente à nova edição de Big Brother, cujas inscrições abriram este sábado (30) após uma reportagem sobre o 20.º aniversário da primeira edição.

View this post on Instagram

Brevemente, na #sic!

A post shared by SIC (@sicoficial) on

A data de estreia ainda é desconhecida, assim como quem ficará responsável pela apresentação do programa, mas é quase certo que se trata do novo programa de domingo à noite da SIC.