Artigo patrocinado.

Atualmente Troia é um marco de sucesso no setor imobiliário. O Troia Resort conseguiu atrair investidores nacionais e internacionais, tanto para fins habitacionais como para fins turísticos. Mas nem sempre foi assim.

Troia encontra-se no que já foi considerado um dos distritos mais pobres de Portugal, já teve projetos imobiliários que falharam e, atenção, não apenas uma vez. Portanto, com este histórico, de onde veio o sucesso?

Vamos mostrar-te os momentos mais marcantes de Troia, desde o ano de 1970 até ao ano de 2020. Acompanhas-nos?

Troia desde 1970 a 2020: o que foi marcante?

Ano de 1970

Em torno de 1970, a Torralta adquiriu 100 hectares da região de Troia; acreditou-se que este investimento seria um grande sucesso, pois a entidade já tinha obtido excelentes resultados no passado, na região do Algarve.

Esse primeiro plano envolvia a construção de um complexo de piscinas, considerado um dos maiores da Europa, o Club Hotel, não terminado, e seis torres, mas só três conseguiram a sua construção.

Mais tarde a Torralta adquiriu mais algumas centenas de hectares e elaborou um novo plano, desta vez com grande foco em construções culturais, como um teatro, um museu, entre outros. Mas este não foi concluído, novamente.

Ano de 1997

A assembleia de credores aprova a recuperação da Torralta e finalmente é celebrado um contrato com a Sonae, responsável pelo atual sucesso da região de Troia.

Ano de 2001

Em 2001, com o novo plano elaborado pela Sonae, começaram as obras em Troia. É, ainda, apresentada a empresa que vai construir ferries.

Ano de 2003

Américo Amorim e Belmiro de Azevedo chegam, finalmente, a um acordo para Troia. Este acordo tomou 16 meses de negociações para ser aceite.

Ano de 2005

As torres anteriormente construídas, viram a sua demolição. A Sonae também revê o contrato realizado com o Estado e é assinado um novo contrato alguns meses depois.

Ano de 2008

No dia 8 de setembro de 2008 foi, oficialmente, inaugurado o Troia Resort. Ainda não se sabia que esse seria o início do enorme sucesso que é hoje esta região no ramo imobiliário.

Ano de 2011

As ruínas de Troia, classificadas como monumento nacional desde o ano de 1910, reabriram ao público, passando a ter visitas guiadas e eventos.

Ano de 2019

Atualmente o Troia Resort divide-se entre hotéis de um lado e apartamentos e moradias de outro. Quase todos os apartamentos e moradias foram vendidos, a 33 nacionalidades distintas de compradores, entre as quais espanhola, francesa, brasileira, britânica, entre outras.

Este tornou-se um local de eleição para turistas nacionais e internacionais, assim como um local habitacional.

Ano de 2020

Do insucesso ao sucesso: a jornada já aconteceu e continua. A previsão é a continuação do crescimento que já está tão associado a esta área.

Ainda deves investir em Troia?

A pergunta que fica é: será que ainda deves investir nas habitações que se encontram na região de Troia? Acreditamos que sim, principalmente se tivermos em consideração que esta é uma região não só bela, mas também de muita segurança e de procura.

Habitação própria

Caso estejas a pensar investir numa habitação própria, a segurança é a principal razão para o fazer. Este é um local seguro 24 horas por dia, ideal para quem pretende trazer toda a família. Também é um local calmo e excelente para uns belos passeios à beira-mar.

Caso tenhas uma família numerosa, existem opções disponíveis para si.

Já em questões de serviços, o local apresenta os principais serviços necessários para quem vive no local: tratamentos médicos, locais direcionados à cultura e muito mais.

Esta tem sido uma escolha para habitação de portugueses, mas também estrangeiros que decidiram ver Troia como a sua habitação.

Empreendimento para o futuro

Por outro lado, podes ver o investimento como um empreendimento para o seu futuro.

A realidade é que Troia terá cada vez mais turistas e estes estão sempre à procura de um local para ficar – neste caso, o seu futuro empreendimento. Com isto conseguirá que a sua habitação seja um retorno financeiro muito agradável.

Claro que, além de conseguir alugar o local a turistas, também terás uma habitação para as suas férias. Só vantagens!

50 anos se passaram. Atualmente este é o local de eleição para muitos turistas e empreendedores e pode ser o teu também.