Com uma narrativa dramática, é já esta quinta (28) que a Netflix apresenta a família Quinn e estreia Merry Happy Whatever, uma série que para além de muito humor negro à mistura, promete arrancar gargalhadas neste Natal.

Estamos habituados a que a maior parte da programação do mês de dezembro seja romântica, repleta de espírito natalício e que termine sempre com finais felizes, mas Merry Happy Whatever traz uma história com a qual muitas pessoas se vão conseguir relacionar.

Don é um homem de família com ideias fixas e bastante específicas sobre a forma como o Natal deve ser celebrado. Todos os anos tenta dar o seu melhor para equilibrar a sua sanidade mental com o stress causado na família durante a época mágica.

Filhas de Don, Kayla, a mais velha, e Emmy, mais nova, são duas irmãs que parecem atrair os problemas. Enquanto uma delas começa a série com um pedido de divórcio por parte do marido, a outra volta a casa com um novo namorado aspirante a músico.

Tucker Cawley é o criador desta história e também um dos produtores executivos, com um elenco bastante rico e do qual fazem parte nomes como Ashley Tisdale, Bridgit Mendler e Dennis Quaid.

“Acho que fazer uma série natalícia baseada em drama é uma ideia única, já que todas as produções feitas no Natal vendem perfeição e felicidade pura”, é Ashley quem admite que foi a escrita de Tucker o que mais a cativou neste projeto.

Bridget Mendler confessou que este foi o primeiro projeto em que trabalhou com Ashley e que as gravações permitiram que as duas atrizes criassem uma ligação enquanto contracenavam juntas. “Ela tem sido como uma verdadeira irmã para mim e acredito que esta relação se vai manter mesmo quando a série acabar”.

Algumas das lições que Bridget tem tirado ao longo das gravações de Merry Happy Whatever prendem-se com as mulheres da nossa geração.

“Muitas adolescentes e mulheres estão a experienciar uma fase de introspetiva: onde é que eu quero estar, que é que quero fazer? e acho que a Emmy vai conseguir responder a algumas dessas questões expondo os seus próprios problemas e mostrando a importância da família durante estas crises de identidade”.

Merry Happy Whatever tem oito episódios, cada um com uma duração que ronda os 30 minutos, e ficam todos disponíveis quinta-feira na Netflix.