Foi este domingo (24), durante a cerimónia dos American Music Awards, que Taylor Swift quebrou o recorde previamente atribuído a Michael Jackson e venceu seis categorias na mesma noite, somando agora um total de 29 destes prémios.

Com apenas 29 anos, a artista norte-americana foi premiada em algumas das categorias mais prestigiadas e ganhou o prémio de Melhor Artista, Melhor Álbum com Lover, Melhor Artista da Década, Melhor Videoclipe, com You Need To Calm Down, Melhor Artista Contemporânea, e Melhor Artista Feminina Pop/Rock.

Recordista atual da cerimónia que acontece nos Estados Unidos desde 1974, Taylor ultrapassou nomes como Michael Jackson, vencedor de 24 prémios, e Whitney Houston, com 22.

Para tornar a noite ainda mais completa e poderosa, a norte-americana atuou perante a multidão e dezenas de colegas da indústria, como Billie Eilish, Selena Gomez, Post Malone ou Halsey.

O medley escolhido incluiu alguns dos seus singles mais impactantes pela mensagem que passam, do qual fizeram parte The Man, Love Story, I Knew You Were Trouble, Blank Space, Shake It Off e Lover.

Foi em 2008 que a cantora recebeu o seu primeiro prémio (Melhor Artista Country) e, desde aí, não parou de somar vitórias, quando ganhou Artista do Ano pela primeira vez em 2009. Quanto às performances, Taylor atuou no palco dos AMAs em 2018 com I Did Something Bad em 2014 com Blank Space, em 2012 I Knew You Were Trouble, em 2010 brilhou com Back To December e estreou-se com White Horse em 2008.

Taylor está a ter um ano especialmente incrível, com o lançamento do álbum ‘Lover’ e, mais recentemente, a divulgação das datas em que irá atuar em festivais de verão pelo mundo.

“Obrigada aos fãs. Isto só é possível graças a vocês”, foi a frase que a cantora mais repetiu, cada vez que subia ao palco para aceitar um prémio.