A aclamada série Sara, de Marco Martins, está de volta ao pequeno ecrã para uma retransmissão na RTP2. Em simultâneo, a produção volta também à RTP Play. É já esta sexta (15) a partir das 00h50.

Objeto de culto aquando da emissão original, no fim de 2018, a produção carateriza-se como “uma sátira ao meio audiovisual português e, em particular, ao mundo da televisão“. O canal Dois refere ainda que tem “um elenco extraordinário e uma escrita hilariante“.

Beatriz Batarda, Nuno Lopes, Albano Jerónimo, José Raposo, Miguel Guilherme, Rita Blanco e Bruno Nogueira desempenham os principais papéis, numa história que é focada em Sara (Beatriz Batarda), uma atriz de 42 anos de idade que começa a questionar as suas escolhas profissionais e a sua carreira.

Lê também: ‘Sara’: a série que nos fez voltar a apaixonar pela televisão

A protagonista é adorada pelos realizadores e encenadores com quem trabalha, é conhecida pelo choro fácil e pela profundidade trágica que consegue imprimir a todas as personagens que interpreta. De resto, é sempre para isso que a convidam, para personagens trágicas. Mas um dia não consegue chorar. Cansada, abandona a rodagem do filme. Sozinha, com um pai doente, decide deixar o cinema de autor e o teatro dos grandes textos, onde se notabilizou, e refugia-se em casa sem saber o que fazer.

Numa busca pelos tempos que correm, Sara começa então a experimentar o mundo das telenovelas, das redes sociais, das sessões fotográficas para revistas cor-de-rosa e passa a frequentar com regularidade um motivador pessoal (Bruno Nogueira), uma espécie de “coach de emoções”, numa busca por algo diferente que a faça sentir-se mais próxima do grande público.

Ao longo de oito episódios, “acompanhamos a tentativa de adaptação de Sara a um estilo de vida de fama rápida e de promiscuidade, as frustrações, dúvidas e o drama de uma atriz de cinema cansada de pensar demais. E de chorar“, descreve a sinopse.