No seguimento da controvérsia em torno de Michael Jackson depois do documentário Leaving Neverland, o episódio de Os Simpsons com a presença do cantor foi deixado de fora do catálogo do Disney+, a nova plataforma de streaming da gigante do entretenimento.

Stark Raving Dad, episódio de 1991 que serviu de arranque à terceira temporada da série de animação, tem Jackson como artista convidado, embora sem créditos oficiais. O cantor dá voz ao personagem Leon Kompowsky, um paciente de um hospital psiquiátrico que partilha o quarto com Homer Simpson. No episódio, o personagem tenta convencer Homer de que é, na verdade, Michael Jackson, enquanto canta Billie Jean e faz os passos de dança característicos do rei da pop.

O episódio, um dos favoritos dos fãs da série durante vários anos, já tinha sido retirado de circulação, em rescaldo do lançamento do documentário Leaving Neverland, da HBO, que corrobora as acusações de pedofilia e abuso sexual realizadas ao cantor. Agora, com o lançamento da nova plataforma da Disney, o episódio foi mesmo deixado de fora, com a terceira temporada a começar apenas com o episódio seguinte.

Simpsons

Michael Jackson deu voz a um personagem na terceira temporada de ‘Os Simpsons’. | Fotografia: DR/FOX

Lê também: Disney + apresenta problemas técnicos no dia do lançamento

Em janeiro deste ano, James L. Brooks, produtor-executivo de Os Simpsons, disse ao The Guardian que retirar o episódio do ar era “a única escolha a ser feita“. Al Jean, também produtor da série, chegou a afirmar que Jackson utilizava o episódio em que foi convidado para aliciar jovens rapazes para o seu rancho Neverland, na Califórnia.

Assume-se que o episódio tenha sido retirado do catálogo da plataforma devido à presença de Michael Jackson como convidado especial. A Disney+, lançada na passada terça-feira (12) nos Estados Unidos e nos Países Baixos, chegará a alguns outros países da Europa em março, embora a lista ainda não inclua Portugal.