O atual diretor artístico do Teatro Nacional D. Maria II, Tiago Rodrigues, vai integrar a programação da temporada de verão 2020 da Royal Shakespeare Company, uma das mais conhecidas companhias de teatro do mundo.

Blindness and Seeing é uma adaptação que resulta da junção de dois dos mais conhecidos romances de Saramago: Ensaio sobre a Cegueira e Ensaio sobre a Lucidez.

Entre a Cegueira e a Lucidez 

Tiago Rodrigues, para além de diretor artístico do Teatro Nacional D. Maria II, é também ator, dramaturgo e encenador. É caracterizado pelo D. Maria II como um artista que procura a “transformação poética da realidade através da utilização das ferramentas teatrais”.

De Portugal diretamente para o palco da Royal Shakespeare Company, Tiago Rodrigues estreia a sua encenação a 1 de agosto de 2020, integrada na programação de verão da aclamada companhia inglesa.

Lê também: Morreu a fadista Teresa Tarouca, a “menina-prodígio” do fado

Blindness and Seeing é uma peça de teatro que junta em palco duas das obras primas do português nobel da literatura, José Saramago, encenada também por um português.

‘Blindness and Seeing’ transporta-nos para a visão poética e evocativa de José Saramago, num espetáculo com um elenco composto por atores da companhia inglesa.”, pode ler-se no comunicado enviado à imprensa pelo D. Maria II.

Fotografia: Filipe Ferreira. D. Maria II.

A peça integra a iniciativa ‘Projekt Europa’, da Royal Shakespeare Company, para a qual são selecionados um variado leque de espetáculos, colaborações e atividades que encontram palco nos espaços Swan Theatre e The Other Place, em 2020.

A programação inclui sete monólogos de autoria de escritores europeus considerados “em ascensão”, uma colaboração única entre uma companhia composta por elementos entre os 12 e aos 16 anos (a RSC Next Generation ACT) e o encenador Mattias Andersson, um conjunto de criações de artistas europeus (onde Tiago Rodrigues se enquadra) e ainda uma série de debates e atividades com o tema Europa como tema principal.

Tiago Rodrigues é um encenador já estabelecido, tendo sido galardoado com o XV Prémio Europa Realidades Teatrais, em 2018. Em 2020, ruma a Inglaterra e leva Saramago consigo.