Dia Mundial do Cinema
Fotografia: Divulgação

Dia Mundial do Cinema: os dez melhores filmes de sempre

Esta terça-feira (5) assinala-se o Dia Mundial do Cinema. Como tal, o Espalha-Factos apresenta-te os Dez Melhores Filmes de Sempre segundo o IMDb, mas pela ordem que consideramos mais adequada.

10. O Padrinho: Parte II

O segundo filme de O Padrinho (1974), da responsabilidade de Francis Ford Coppola, continua a história da família Corleone, uma poderosa família italiana que controla a máfia nos Estados Unidos. A parte II narra os acontecimentos deixados pendentes na primeira parte da obra que é, segundo muitos, um dos melhores filmes alguma vez realizados. Este foi mesmo nomeado e vencedor de vários prémios, nomeadamente de 6 Óscares.

Posição IMDb: 3.ª (9,0 estrelas)

9. Os Condenados de Shawshank 

A liberdade é um direito, mas nem todos a merecem. Só os inocentes. A história realizada por Frank Darabont (1994) é baseada no romance de Stephen King e conta-nos a vida de vários presidiários e as suas lutas entre passado, antes do crime, e o presente. Podemos dizer que foi o filme que serviu de inspiração para Prison BreakOs Condenados de Shawshank foi também indicado para vários prémios, tendo mesmo tido sete nomeações para os Oscars.

Posição IMDb: 1.ª (9,2 estrelas)

Lê também: Os Condenados de Shawshank está na Netflix. Como é “o melhor filme de sempre” para quem só o viu agora?

8. O Bom, o Mau e o Vilão 

O mais conhecido filme western (1966), liderado por Clint Eastwood, foi dirigido por Sergio Leone. Com uma das bandas-sonoras mais inesquecíveis do cinema, o filme foi produzido numa parceria entre a Alemanha Ocidental, a Itália, a Espanha e os Estados Unidos. O filme ficou conhecido pelas inovações técnicas da realização, como os close-ups e os long shots, assim como pela violência e pela tensão criada em várias das cenas. O Bom, o Mau e o Vilão é o último filme de uma trilogia.

Posição IMDb: 9.ª (8,8 estrelas)

7. O Cavaleiro das Trevas 

O segundo filme da trilogia de Christopher Nolan (2008) traz Heath Ledger como Joker, uma atuação que lhe rendeu postumamente o Óscar de Melhor Ator Secundário. Já Christian Bale foi o intérprete do herói da DC, o BatmanPara além de um sucesso entre os críticos, O Cavaleiro das Trevas foi igualmente um grande sucesso de bilheteiras. O filme de Christopher Nolan merece a menção por romper com o clássico filme de super-herói, mostrando um diferente lado de um dos vilões mais memoráveis da história.

Posição IMDb: 4.ª (9,0 estrelas)

6. Pulp Fiction 

Um dos grandes filmes de culto, Pulp Fiction (1994) colocou Quentin Tarantino num pedestal. A história dos criminosos que se cruzam de maneiras curiosas influenciou vários e tornou-se um dos filmes mais consagrados dos anos 90. Apesar de não ter vencido nenhuma estatueta nos Óscares, Pulp Fiction é dos filmes mais lembrados da época e o maior marco na carreira do realizador, que é ainda hoje um dos mais aclamados de Hollywood.

Quentin Tarantino regressou este ano com Era Uma Vez… Em Hollywood, um filme que apesar de visitar a glória, não é glorioso.

Posição IMDb: 8.ª (8,9 estrelas)

5. Clube de Combate

Dirigido por David Fincher, Fight Club (ou Clube de Combate, em Portugal) é inspirado no livro homónimo de Cluck Palahniuk e foi um grande sucesso em 1999. Protagonizado por Brad Pitt, Edward Norton e Helena Bonham Carter, Clube de Combate não foi um sucesso imediato e não agradou os críticos, apesar de ter sido descrito como inovador. No entanto, o filme de Fincher acabou por se tornar um grande sucesso durante o lançamento do DVD e é, hoje, um grande filme de culto e um dos mais influentes de todos os tempos.

Posição IMDb: 10.ª (8,8 estrelas)

4. Doze Homens em Fúria 

Doze Homens em Fúria (1957) define-se numa só palavra: preconceito. Magistralmente interpretado, o filme de Sidney Lumet é o exemplo perfeito de como o preconceito pode levar a perceções totalmente distintas da realidade. A história do julgamento de um homem que pode ter, ou não, cometido um grave crime, e cujo desenvolvimento do caso cabe a doze homens do júri, resultou numa das mais belas longas-metragens já realizadas e, indiscutivelmente, a melhor dos anos 50. Henry Fonda entregou a melhor atuação da sua vida e Lumet apresentou um filme que fica na história do cinema como o filme que abriu mentes e que mudou corações. Julgar o desconhecido é sempre o passo mais fácil, mas nem sempre o mais correto.

Posição IMDb: 5.ª (8,9 estrelas)

3. O Senhor dos Anéis: O Regresso do Rei 

O terceiro filme da trilogia (2003) inspirada na obra de J. R. R. Tolkien é, sem grandes indecisões, o melhor da trilogia. O épico final da história da Terra Média é, até à data, o filme com mais vitórias nos Óscares, juntamente com Titanic e Ben Hur, tendo arrecadado 11 estatuetas. Na altura, o capítulo final conquistou o 13.º lugar nas bilheteiras mais rentáveis da história do cinema, tendo sido o desfecho poderoso de uma história que marcou milhões e que marcou uma nova fase no cinema de Hollywood.

Uma nova adaptação da obra de Tolkien, desta vez no formato série, já foi confirmada pelas mãos da Amazon.

Posição IMDb: 7.ª (8,9 estrelas)

2. A Lista de Schindler

A Segunda Grande Guerra Mundial é o pano de fundo do filme de Steven Spielberg (1993), naquele que é, até hoje, a sua melhor longa-metragem. Oskar Schindler foi um espião e membro do Partido Nazi que salvou mais de mil judeus durante o Holocausto. O ato heróico de Schindler rendeu-lhe uma imortalização na literatura, na obra Schindler’s Ark, um livro australiano que serviu de base para o filme de Spielberg. Baseado em acontecimentos verídicos, A Lista de Schindler foi nomeado para 12 Óscares, tendo vencido 7, entre eles os de Melhor Filme e Melhor Realizador.

Posição IMDb: 6.ª (8,9 estrelas)

1. O Padrinho 

A máfia italiana como nunca tinha sido vista. A obra-prima de Francis Ford Coppola (1972) é a adaptação baseada no romance de Mario Puzo. A família Corleone é a roda que faz girar a ação durante toda a trilogia, sendo que o primeiro filme se foca na emblemática personagem vivida por Marlon Brando, naquele que será para sempre relembrado com o papel da sua vida: Don Vito Corleone, o poderoso mafioso italiano que encontrou um futuro próspero na América.

O retrato da máfia italiana de Mario Puzo é dos mais brilhantes já feito até hoje e a adaptação de Coppola é, sem qualquer dúvida, uma das maiores composições da sétima arte.

Posição IMDb: 2.ª (9,1 estrelas)

Menção honrosa: E Tudo o Vento Levou 

Para além de ser um dos mais emblemáticos filmes da Era de Ouro de Hollywood, E Tudo o Vento Levou é a adaptação do clássico da literatura norte-americana com o mesmo nome. A obra de Margaret Mitchell é um dos retratos mais fiéis da Guerra Civil Americana. A história de Scarlett O’Hara é das icónicas da história, sendo a adaptação cinematográfica um filme que nunca se esquece. Repleto de diálogos comoventes e arrojados, E Tudo o Vento Levou recebe a nossa menção honrosa como um dos melhores filmes de sempre já feitos.

Posição IMDb: 165.º (8,1 estrelas)

LÊ TAMBÉM: JOKER: JOAQUIN PHOENIX DISCUTE PLANOS PARA UMA SEQUELA

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Diogo Piçarra
Diogo Piçarra dá concerto solidário no LaLiga Santander Fest