Este sábado (26), João Manzarra está de volta a solo ao horário nobre. O apresentador da SIC diz que a Árvore dos Desejos foi também o seu “desejo realizado” e Daniel Oliveira fala da “melhor prestação de sempre” do eterno enfant terrible da estação de Paço de Arcos.

A nova aposta do canal propõe mostrar que o altruísmo e a generosidade são mais autênticos na infância que em qualquer outra fase na vida. Em seis episódios, gravados em seis escolas do país, as crianças vão pedir desejos para alguém que gostem muito. Alguns desses desejos serão selecionados depois pela Árvore para serem realizados. Os autores dos desejos são convidados a subirem à árvore para conversarem com João Manzarra, que nos guia naquela que a SIC promete que será a “aventura mais emotiva do ano na televisão nacional“.

Os desejos acontecem porque têm o objetivo de fazer alguém feliz, por isso a sensação é sempre muito boa. E é muito engraçado, porque nós muitas vezes damos coisas que as pessoas não gostam muito, mas as crianças conhecem realmente toda a gente e os desejos são coisas que todas as pessoas gostam muito“, explica o apresentador, que acrescenta que “não há limites” para aquilo que cada um pode pedir.

E alguns desejos, que Manzarra achava que seriam “pequenos, ou não tão emocionantes“, acabaram por ser. De acordo com a sinopse da SIC, os adultos vão acabar por perceber que os mais pequenos são muito mais conscientes e preocupados do que os adultos possam imaginar – “alguns desejos mudam o dia de alguém que amam, outros mudam a sua vida para sempre“.

O “desejo realizado” de João Manzarra

João Manzarra - Árvore dos Desejos

Fotografia: Divulgação / SIC

O regresso de João Manzarra ao prime-time da SIC acontece num formato “absolutamente formidável e que vai ser surpreendente para as pessoas que vão ver“, promete Daniel Oliveira, em declarações ao Espalha-Factos. “O próprio João sente que é talvez o melhor programa, a melhor prestação dele nos programas que já fez. (…) O programa está mesmo muito, muito bem. Para mim é um motivo de muita satisfação que o João tenha conseguido reinventar-se e estar com boa energia e ser o João Manzarra de sempre. Isso é muito feliz, que o tenhamos conseguido fazer.

O apresentador, que reconhece que a maioria das crianças não sabiam quem ele é, revelou ter gostado da experiência de ser “um enviado da Árvore que estava ali para realizar desejos”. “A curiosidade deles era muito grande e para mim esses foram sempre os melhores momentos, quando eu tinha oportunidade de conversar, de os conhecer. Esse momento de entrevista na Árvore foi muito interessante“, relatou.

João Manzarra não esconde o agrado que este regresso à televisão lhe trouxe. “A Árvore dos Desejos acabou por ser o meu desejo realizado. O meu desejo seria sempre ter um programa que trouxesse de volta algum entusiasmo. E acabou por trazer muito entusiasmo e foi uma alegria fazer este programa“, contou.