Os relógios vão atrasar uma hora na madrugada de este sábado (26) para domingo. O horário de inverno inicia-se esta noite e durará até março de 2020.

Os relógios portugueses vão atrasar uma hora durante a madrugada deste domingo. Quando se derem as duas badaladas da manhã, os relógios irão atrasar sessenta minutos, voltando uma hora para trás, passando para as 01h00.

Na região autónoma dos Açores, a mudança da hora será feita pela 01h00, que durante a madrugada de domingo passará a ser meia-noite.

A hora voltará a mudar a 29 de março de 2020, marcando o início do horário de verão.

A atual mudança de hora é regulada por uma diretiva (lei comunitária) de 2000, que prevê que todos os anos a hora seja adiantada e atrasada no último domingo de março e no último domingo de outubro.

E se deixarmos de mudar a hora?

Se no verão temos longas tardes com o sol a prolongar-se até, nos melhores dias, às 21h, no inverno a história muda de figura, à medida que os dias ficam cada vez mais curtos. A Comissão Europeia está a analisar os resultados de uma consulta pública sobre o fim das mudanças de hora em março e outubro, sendo que dos quase 5 milhões de participantes, 80% deseja manter o horário de verão durante todo o ano.

Lê também: É agora que acaba o horário de inverno?

Em terras portuguesas, o efeito dessa mudança seria sentida essencialmente no inverno, entre novembro e fevereiro. Segundo Rui Agostinho, diretor do Observatório Astronómico de Lisboa, “o sol nasceria às 9h da manhã. Toda a movimentação de massa que existe de deslocação para os empregos e para as escolas é feita ainda com estrelas no céu. Ou seja, às 7h/7h30, o corpo não está naturalmente a querer acordar. As pessoas irão conduzir para o trânsito ainda meio adormecidas, as crianças entram na escola e não dá para fazer começar a fazer aprendizagem porque o corpo ainda quer repouso“, conclui o diretor do Observatório.